Adicionar à minha lista

Waffle muito leve

waffle

Mais uma receita de waffle? Sim, pois quem gosta de waffle tem o direito de variar e precisa de muitas receitas deliciosas. Em casa, se eu quero um mais firme, saboroso e doce como um pãozinho de leite, faço o waffle de antigamente; quando só quero chocolate, preparo o waffle puro chocolate, que é maravilhoso; e se estou com vontade de comer aquele waffle levíssimo, que vai bem com tudo, nem doce, nem salgado, fico com a receita que vai aqui, e podem ter certeza de que outras receitas virão, pois não sossego.

Não se assustem com os dois ovos mais quatro claras da relação de ingredientes, é isso mesmo, são justamente essas claras as responsáveis pela leveza da receita, com o aerado do miolo e a casca fina e crocante. A leveza é tanta que, às vezes, quando a fome bate e não tenho vontade de encarar um almoço ou jantar pra valer, até eu consigo comer uns dois.

Como a massa tem bem pouco açúcar, que ajuda a equilibrar os sabores e dá cor e duas colheres de chá de baunilha, o waffle é só adocicado, não chega a ser doce, ele sempre cai bem e combina com quase tudo (mel, maple, melaço de cana, Nutella e outras pastas de nozes e castanhas variadas, geléias, manteiga, queijos cremosos e sorvetes com caldas de chocolate, caramelo e frutas vermelhas). Se, porém, quiser um mais doce, aumente a quantidade de açúcar de 1/3 pra ½ xícara de chá.

Num dia em que tive vontade de comer um waffle com pasta de ricota com ervas e salada e achei que a baunilha e o adocicado leve não funcionariam, fiz a receita sem açúcar e sem baunilha e deu certo. Aliás, sem açúcar o waffle também agrada quem não quer ou não pode comer doces.

Numa waffleira elétrica com cavidades pra um disco grande ou até seis quadrados por rodada, o processo é quase brincadeira de criança, só colocar a massa, esperar uns minutinhos pelo sinal de pronto, passar o waffle pra um prato e preparar os demais (com as coberturas antiaderente, nem precisa de manteiga pra untar), um bom investimento pra quem gosta mesmo.

Quem prepara só de vez em quando, pode comprar e usar uma prensa pra waffles de fogão no estilo tostex, que dá super certo, só demora um pouco pra finalizar, já que é necessário cozinhar uns minutos de cada lado pra cozinhar por igual, e, pra massa não grudar, normalmente é preciso pincelar a prensa com manteiga no início (dependendo do material, a massa às vezes nem gruda a partir da segunda ou da terceira rodada).

Como a massa tem a leveza das claras em neve e desmonta em pouco tempo, ela deve ser usada e seguida. Uns minutos de torradeira bastam pra aquecer e deixá-los crocantes no dia seguinte.

Ingredientes

  • 2 xícaras (chá) de farinha de trigo (240 g)
  • 1/3 de xícara (chá) de açúcar (50 g)
  • 2 colheres (chá) de fermento químico
  • ½ colher (chá) de sal
  • 1 e ½ xícara (chá) de leite (360 ml)
  • 2 colheres (chá) de essência de baunilha (10 ml)
  • 100 g de manteiga derretida já morna
  • 2 ovos
  • 4 claras
  • Manteiga pra untar

Preparo

Numa tigela grande, com um batedor de arame, misture a farinha, o açúcar, o fermento e sal, depois junte o leite, a baunilha, a manteiga e os dois ovos até conseguir uma massa homogênea, reserve.

Bata as claras em neve em picos firmes e, com delicadeza, incorpore as claras à massa.
Se for utilizar uma prensa pra waffle sobre a chama do fogão, pincele a cavidade com manteiga e preencha com no máximo ½ xícara de massa pra não transbordar. Em fogo baixo pra massa ter tempo de cozinhar por dentro e por fora, deixe 5min de um lado e mais 5 do outro, abrindo na metade do tempo pra conferir se o waffle já está solto e dourado.

Passe os waffles prontos pra um prato e continue até a massa terminar, untando com mais manteiga se for preciso (normalmente, o primeiro e o segundo pedem um pouco de manteiga, depois a nem gruda mais).

Com a waffleira a tarefa é bem simples, só aquecer, escolher a cor e a textura desejadas, pincelar as cavidades com manteiga só na primeira rodada, já que o antiaderente costuma funcionar, colocar a massa, fechar, esperar o aviso de pronto, passar os waffles pra um prato e preparar os demais.

Sirva os waffles em seguida e, no dia seguinte, aqueça os que restarem na torradeira por uns 2min.

4 Comentários

  1. 1

    Oiii Helô estou apaixonada por tudo! Parabéns pelo seu trabalho!
    Gostaria de alcançar uma massa leve de waffle sem farinha de trigo. Fiz alguns testes mas não achei que ainda é uma massa muito saborosa. Alguma sugestão quanto á substituição da farinha de trigo? Gratidão e muito sucesso! Beijo!

    • 2

      Lidia, boa tarde!
      Infelizmente as receitas sem farinha de trigo são delicadas, pois não existe uma farinha que o substitua de forma equivalente, nem com as mesmas características, nem com os mesmos resultados. Os melhores resultados costumam ser atingidos com misturas de farinhas de arroz, de polvilho ou de maisena ou fécula de batata. Estamos aqui pesquisando e, provavelmente, em breve, o “na cozinha da helô” terá mais receitas voltadas pra quem não pode comer glúten, ou não quer comer glúten.
      Abraços, Ana e Heloisa

  2. 3

    Grata por responder queridas! Continuarei ligadinha nas delícias que vcs produzem até lá e tenho certeza que o que ainda virá será sucesso! Grande abraço!

    • 4

      Lidia, boa noite!! Bom demais saber que você está gostando no nosso site. Tudo é feito com muito carinho . Conte sempre com a gente. Abraços, Ana e Helô

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *