Adicionar à minha lista

Torta de ricota cremosa com passas

Ana Bacellar Torta de ricota com passas deliciosa

Há uns 30 anos, quando tartufo de chocolate virou febre nas cantinas italianas, pouca gente escolhia outros doces. Eu fazia parte da minoria e pedia uma maçã recheada com uva-passa e assada com calda de vinho tinto ou uma fatia gulosa de pastiera de grano, que me encantava principalmente pelas texturas da base crocante, do recheio e do trigo, ou um pedaço generoso de torta de ricota cremosa com passas.

Adoro uma boa pastiera, mas o preparo é um tanto demorado, envolve comprar e cozinhar os grãos de trigo, fazer a massa crocante, finalizar o recheio e depois assar. A torta de ricota cremosa com passas é muito mais simples, só leva ingredientes básicos, o preparo é rápido e fácil, só precisa de batedeira e forno, ou seja, receita boa pro dia a dia e também pra impressionar e agradar em ocasiões especiais.

Muita gente diz que ricota é esfarelenta, sem graça e sem gosto e o pior é que a maior parte das ricotas comuns de geladeira de supermercado é assim. Se puramente ricota já não tem muita serventia, qualquer receita preparada com ela também será sem graça. Mas tudo muda quando ela vem de um mercado especializado ou direto de um laticínio artesanal e é tão úmida, cremosa e saborosa que dá pra comer de colherada com sal e azeite, com açúcar e canela ou pra usar em receitas. Quer dizer, a sua torta de ricota só valerá a pena se começar com uma ricota de verdade.

Experimentei receitas aos montes, mesclei, mexi, remexi e cheguei à torta de ricota cremosa com passas da Helô.

Sempre me perguntam se dá pra eliminar a uva-passa e as frutas cristalizadas, ou só usar uma ou outra e a resposta é sempre a mesma: você cozinha pra você e pras pessoas que você gosta, portanto, elimine tudo, ou use 1 xícara só de uva ou só de frutas.

Quanto às frutas, o mais usual é comprar o mix de frutas já em cubinhos, mas quem gosta mais de uma ou de outra fruta ou quer frutas mais saborosas, pode ir atrás de opções mais emocionantes. Eu, por exemplo, adoro laranjas cristalizadas e costumo fazer a torta só com elas (experimente preparar a sua laranja da terra cristalizada e sinta a diferença), mas também já usei damascos.

Quando quero desenformar a torta pra servir num prato mais chique de sobremesa, asso numa fôrma de fundo removível, mas o mais comum é preparar tudo numa assadeira retangular comum, depois cortar em quadrados e losangos e servir.

Na hora de servir, polvilho a superfície com açúcar e canela, faço um cafezinho, pego um pedaço e não quero mais nada no mundo.

Ingredientes

  • 250 g de ricota fresca
  • 2 ovos
  • 75 g de manteiga em temperatura ambiente
  • 1/2 xícara (chá) de açúcar (75 g)
  • 1 colher (chá) de essência de baunilha
  • Suco e as raspas de ½ limão
  • 1 colher (sopa) de raspas de laranja
  • 1/2 colher (chá) de canela em pó
  • 1/2 de xícara (chá) de farinha de trigo (60 g)
  • 1 colher (chá) de fermento em pó
  • 1 pitada de sal
  • ¼ de xícara (chá) de uva passa escura (35g)
  • ¼ de xícara (chá) de laranja cristalizada em cubinhos (30 g)
  • Manteiga para untar
  • Farinha de trigo, açúcar de confeiteiro e canela para polvilhar

Preparo

Aqueça o forno a 180ºC (médio-alto), unte com manteiga e polvilhe com farinha uma fôrma pequena de fundo removível, de uns 20 cm de diâmetro, ou uma assadeira retangular média se não quiser desenformar pra servir.

Com um garfo, esfarela a ricota numa tigela e reserve.

Coloque as claras numa tigela grande e as gemas numa outra. Bata as claras em neve até que estejam bem firmes, reserve.

Com a batedeira, bata a manteiga com o açúcar e as gemas até conseguir um creme, então, aos pouquinhos, acrescente a ricota, a baunilha, o suco de limão, as raspas do limão e da laranja, a canela, a farinha, o fermento e o sal e bata até obter uma massa homogênea.

Junte as passas e a laranja cristalizada à massa e, em seguida, com muita delicadeza, incorpore as claras.

Transfira a massa pra fôrma, alise a superfície com o dorso de uma colher e asse por uns 40min, até a torta firmar, dourar e se soltar das laterais (enfiando um palito no centro, ele deverá sair limpo).

Deixe esfriar, desenforme sobre o prato em que irá à mesa ou corte a torta em quadrados ou losangos, polvilhe com açúcar e canela e sirva.

17 Comentários

  1. 1
  2. 3
  3. 5
  4. 6

    Oi, Helô!! Esta torta é uma perdição!! Ainda bem que ela é “pequena” porque queremos comer sem parar!! Na próxima vez farei a ricota caseira.. Obrigada mais uma vez! Bjs

  5. 7
  6. 8
    • 9

      Gislene, boa tarde!
      Que pena … Se você seguiu a receita passo a passo, incorporando as claras em neve com delicadeza, e levando a torta ao forno pré-aquecido, é quase certo que o problema está no fermento. Às vezes, com esse calor de matar, e também com a umidade grande, o fermento perde a força ainda mesmo na prateleira do supermercado, mesmo na validade.
      Conte com a gente.
      Abraços, Ana e Helô

      • 10
        • 11

          Elisabete, boa noite!
          É isso mesmo. Aparece do volume em xícara ser o mesmo, o açúcar é mais pesado e meia xícara equivale a 75 g. A farinha é mais leve e meia xícara dá 60 g.
          Conte com a gente, abraços, Ana e Helô

  7. 12
    • 13

      Carla, boa tarde!
      Que pena saber que você não ficou feliz com o resultado.
      Essa receita faz parte da vida da gente há muitos e muitos anos, tantas pessoas fazem e mandam mensagens felizes …
      Há 3 possíveis problemas:
      – qual o tamanho da fôrma que você usou? A fôrma tem que ser pequena, no máximo 20 cm de diâmetro (a receita é pequena).
      – as claras ficaram bem fofas e será que foram incorporadas com bastante delicadeza pra deixar a massa bem leve?
      – o fermento: no calor, mesmo na validade, os fermentos perdem a potência e a massa não cresce. Isso acontece até mesmo antes deles chegarem em casa, umedecem na prateleira dos mercados.
      De qualquer forma, apesar de já está na receita que a fôrma deve ser pequena (no máximo 20 cm), já vamos incluir que ela deve ter de 18 a 20 cm.
      Conte com a gente e, se for o caso, escreva de novo.
      Abraços, Ana e Helô

  8. 14
    • 15

      Diolino, bom dia!
      A gente não vende receitas prontas aqui Na Cozinha da Helô e com o fechamento do Lá da Venda também não há mais como encomendar
      Que tal você experimentar a receita e fazer a sua torta em casa? Vai dar certo!
      Desculpas pela demora na resposta, mas a Ana, minha filha e companheira de tudo e que fazia todas as fotos do Na Cozinha da Helô, não estava bem e faleceu há uns 15 dias.
      Continue aqui com a gente.
      Abraços, Helô

  9. 16

    Helô, a minha torta aqui ficou baixinha também, para o tamanho da fôrma que usei (22 cm de diâmetro). Nada que comprometesse. Vou dobrar a receita, na próxima vez que fizer, pra ficar mais alta, mas te asseguro: memo baixinha, que torta deliciosa!!!! Aqui em casa, ela voou (mais um motivo pra dobrar a receita, na próxima rsrsrs). Obrigada pela generosidade de compartilhar essa delícia. Quando vi a lista de ingredientes, pensei logo que era meu tipo de receita, mas o resultado conseguiu superar minhas expectativas. Vou te seguir onde puder. Quero mais de onde veio essa! Obrigada!!!.

    • 17

      Mariane, bom dia!
      Muito obrigada pelo carinho. Que gostoso saber que você aprovou essa receita tão deliciosa e que ela agora já faz parte da sua cozinha. A gente também adora e faz bastante aqui em casa.
      Acho que a fôrma de 22cm é mesmo grande. Com 20cm dá certinho, mas dobre a receita se preferir e use a de 22cm.
      Desculpas pela demora na resposta, mas a Ana, minha filha e companheira de tudo e que fazia todas as fotos do Na Cozinha da Helô, não estava bem e faleceu há uns 15 dias.
      Continue aqui com a gente.
      Abraços Helô

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *