Adicionar à minha lista

Receita portuguesa de licor de leite

Ana Bacellar receita portuguesa de licor de leite

Essa receita portuguesa de licor de leite é antiga mesmo. Licor é pura de casa de avó ou de bisavó, que colocam numa garrafa lindo de vidro ou de cristal com copinhos em volta e levam à mesa uma bandeja com toalhinha de crochê.

Licor não é coisa pra tomar todo dia, mas sim pra encerrar refeições especiais, não é bebida que se bebe em grandes quantidades, e sim doses pequenas. Mas se é pra servir um licor, que seja diferente e feito em casa com frutas da época ou com ingredientes simples, como o licor de hoje.

Em Portugal, principalmente nos Açores, não faltam receitas de licor de leite e testei muitas delas até chegar à versão que vai aqui. Várias delas levam um pouco de chocolate, mas gostei bem mais do licor sem chocolate. Eu amo chocolate, mas ele é intenso e mascara a delicadeza do leite.

Os portugueses costumam iniciar o preparo do licor no início de dezembro pra servir no Natal. Por que não fazer o mesmo e servir depois da refeição ou até gelado como aperitivo?

Quando penso em licor caseiro, é no de leite que penso primeiro. É assim porque, quando ainda era criança, passava um tanto das férias na fazenda do meu tio Zé Carlos em Santa Branca, e na pizzaria de Guararema sempre encerravam a refeição servindo uma dose de licor de leite aos adultos, que sempre adoravam e falavam um monte sobre ele. Eu imaginava o gosto do licor e queria entender como é que o leite tão branco e aveludado virava um líquido translúcido levemente dourado. Também sonhava com o dia do primeiro gole e nunca me esqueci do dia em que experimentei e senti o sabor do leite no final.

É incrível a transformação do licor, que começa com uma mistura líquida e esbranquiçada, depois talha, fermenta e se separa numa pasta grossa e esquisita e num líquido lindo e delicioso. Só vendo e experimentando pra entender.

A receita nem ao fogo vai, pede uns 15min pra separar os ingredientes, misturar e colocar no pote, depois há que se aguardar os mais ou menos 10 dias de repouso, só chacoalhando a garrada 2 vezes por dia, e terminar coando o licor num filtro de papel pra separar e descarta, passados os dias de descanso, de mais uns 15min pra coar. O licor se conserva bem por uns 6 meses.

Quanto aos ingredientes, o leite, a cachaça, o açúcar e o limão são básicos, daqueles que a gente encontra em qualquer lugar. O único ingrediente mais especial é a baunilha, que não pode ser essência artificial, pois o sabor e o perfume fortes apagam a delicadeza do leite. Há duas possibilidades naturais: usar 1 colher (sopa) de essência natural de baunilha, seguindo a receita que está no post essências incríveis, ou usar uma ½ fava de baunilha cortada de comprido e raspada (entram na receita o pedaço de fava e as sementinhas).

A essência tem custo bem menor, já que, com uma fava, consegue-se um bom tanto de essência pra usar em várias outras preparações. Se não tiver essência natural ou fava, deixa a baunilha de lado ou substitua por um pedaço de uns 3 cm de canela em pau.

E não deixe de usar o limão, que ajuda na fermentação e dá um leve perfuma ao licor.

Ingredientes

  • 1 xícara de cachaça (240 ml)
  • 1 e 1/2 xícara de açúcar (225 g)
  • 1 xícara de leite (240 ml)
  • Raspas de 1 limão e metade do limão cortada em 4 pedaços
  • 1 e ½ colher (chá) de essência natural de baunilha (essências incríveis) ou 1/2 fava de baunilha ou 1 pedaço de uns 3 cm de canela em pau

Preparo

O processo leva uns 10 dias pra acontecer, mas não dá trabalho algum, é muito simples.

Separe uma garrafa grande que dê pra fechar bem ou um vidro médio com tampa, lave e seque bem.

Coloque a cachaça, o leite, o limão e a baunilha na garrafa ou no pote e misture.

Feche o pote e coloque num lugar ao abrigo da luz.

Coloque uma etiqueta no pote com a data.

Durante os 12 dias de repouso, movimente o pote 2 vezes por dia, chacoalhando bem. Não se preocupe com aparência, a impressão será a de que nada dará errado.

Ao final do tempo, coe o licor passando por um coador de papel e, como mágica, ficará pra trás toda a borra e sobrará um líquido translúcido, levemente amarelado.

O licor estará pronto pra beber! Coloque o licor numa garrafa transparente, pois é muito lindo.

6 Comentários

  1. 1

    Olá Helô! Fiquei louca pra fazer, pois lembrei da casa de minha avó, que tinha um licor de leite feito em casa. Era realmente dourado e me encantava, mas era criança e nunca provei.
    Então junto todos os ingredientes (inclusive o açúcar) numa garrafa escura? Acho que era isso que vc quis dizer, mas faltou no texto.
    O rendimento é 500ml mesmo?

    Obrigada 😉
    Andrea

    • 2

      Andrea, bom dia!
      Delícia saber que a receita te trouxe lembranças gostosas. Assim como você, eu também só admirava o licor, pois era criança.
      Desculpe-me, mas realmente me atrapalhei na hora de escrever e já arrumei o texto. Aliás, obrigada pela ajuda, pois só assim o site fica melhor!!
      Você coloca os ingredientes num pote de vidro ou numa garrafa que possam ser bem fechados e pronto.
      O rendimento é de aproximadamente 500 ml mesmo, pois essa é a quantidade aproximada dos ingredientes líquidos.
      Abraços e obrigada pelo carinho, Ana e Helô

  2. 3

    Olá Helo, em qual momento coloco a baunilha ou a canela?
    A conservação, depois de pronto, é na geladeira ou pode ficar fora?
    Leite de caixinha, pode ser?
    Obrigada e um 2021 incrível para você.

    • 4

      Francisca, bom dia!
      Tudo vai junto pro pote, a baunilha (ou canela) e o limão. Já acertamos a receita e obrigada pela ajuda, só assim o site fica melhor.
      Pode sim ser leite de caixinha, foi ele que a gente usou pra testar.
      Teoricamente ele não precisa ficar na geladeira, mas gelado ele vai durar ainda mais e fica delicioso, bem refrescante.
      Abraços e que 2021 seja melhor pra todos nós.
      Ana e Helô

  3. 5
    • 6

      Leonardo, boa tarde!
      Tradicionalmente o licor é feito com aguardente de cana, tanto em Portugal como no Brasil. O sabor da cachaça praticamente desaparece.
      Não testamos com vodka, mas deve dar certo.
      Conte depois pra gente como ficou.
      Abraços, Ana e Helô

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *