Adicionar à minha lista

Receita de bolo de milho de liquidificador

Receita com milho verde e farinha de milho amarela

Ana Bacellar receita de bolo de milho de liquidificador

Essa receita de bolo de milho de liquidificador sempre encanta. Ele é bem diferente da maioria dos bolos de milho que a gente vê por aí, inclusive do bolo de milho verde da fazenda, que também é delicioso e faz um sucesso grande aqui Na Cozinha da Helô.

A receita de bolo de milho de liquidificador que vai aqui fica bem amarelinho, úmido, ultramacio, perfumado e saborosíssimo. O sabor do milho vem do milho verde e da farinha de milho amarela e esse gosto especial de mais fica perfeito quando se mescla ao do coco (a receita leva leite de coco e coco ralado).

A receita nasceu das minhas experiências com farinha de milho, pois queria porque queria fazer um bolo com muito gosto de milho a partir de farinha de milho biju, que já é torrada, e não com fubá, que é milho seco moído fino.

Explicação sobre a farinha de milho biju ou crocante, que aparece nas prateleiras de qualquer supermercado, mas causa muitas dúvidas e bastante confusão. Os nomes nos pacotes mudam um pouco, umas vezes farinha de milho amarela, outras farinha de milho biju ou farinha de milho crocante, mas o que importa é ter os flocos crocantes, crespinhos e leves. Essa farinha é feita a partir do milho hidratado e moído que depois tostado, como acontece com farinha de mandioca biju. Essa é a farinha ideal pra receita de hoje, ela dá um bolo amarelinho, macio e leve.

Mas a confusão acontece porque também existe a farinha de milho flocada, que pode ser mais pedaçuda (conhecida por flocão) ou mais estilhaçada (a milharina ou ki-milho), mas é diferente da outra porque o milho não é cru e hidratado, e sim uma farinha de milho pré-cozido. Como há o pré-cozimento, as receitas feitas com farinha flocada ou com flocão ficam prontas em pouquíssimo tempo.
Quer dizer, apesar da farinha de milho amarela bijú ou crocante ter flocos, os flocos são diferentes dos flocos da farinha chamada de flocada ou de flocão. Uns são flocos de milho moído hidratado e tostado e uns são flocos de milho moído pré-cozido.

Apesar da receita ficar mais gostosa com a farinha de milho amarela crocante ou biju (a levinha) e ser essa a farinha que a gente prefere, o bolo também fica gostoso quando preparado com a farinha flocada mais pesada, ou flocão.

Por tudo isso, aqui vai um conselho importantíssimo sobre a quantidade da farinha de milho que vai na receita. Hoje, simplesmente ESQUEÇA a balança na hora de separar a farinha de milho amarela pra essa receita, não pense em gramas ou em quilos. Use a velha e boa xícara, quer dizer, aqui vale o volume da farinha de milho e não o peso, tanto que a gente nem vai indicar o peso da farinha de milho na relação de ingredientes. A opção por não indicar a equivalência em peso à quantidade de farinha de milho que cabe numa xícara tem um motivo mais do que suficiente pra justificar a decisão: é praticamente impossível chegar a um peso padrão, a variação é gigante.

Mas como isso pode acontecer? Simplesmente acontece, as farinhas crocantes e artesanais costumam ser leves, já as mais flocadas e industrializadas são sempre mais pesadas, nunca é igual, e o flocão é ainda mais pesado (acredite, uma xícara de farinha biju crocantíssima pode pesar de 30 a 35 g e 1 de flocão pode chegar a 150 g). A única solução: assumir que pra receita desse bolos é preciso ter 2 xícara de farinha de milho amarela e pronto.

O milho verde, que pode ser milho verde fresco (o da espiga), pode ser congelado e também da lata já escorrido do líquido da conserva deixa o bolo incrivelmente macio e com sabor de puro milho. O preparo é simples, basta colocar o milho verde, a farinha de milho esfarelada, o açúcar, o leite de coco, o leite, o óleo, o fermento, o sal e os ovos no liquidificado e bater até conseguir uma massa homogênea. Em seguida, com uma espátula e dentro do próprio liquidificar, a gente mistura o coco ralado pra manter os pedacinhos, despeja na fôrma untada e polvilhada com açúcar e forno. Só isso.

O coco deixa o bolo ainda melhor, mas quem não gosta, ou não tem coco na despensa e quer mesmo comer o bolo, pode substituir o leite de coco por comum e eliminar o coco ralado.

A receita é perfeita pra celíacos ou quem optou por deixar o trigo ou o glúten de lado. Apesar do bolo perder um pouco da umidade, troque o leite comum por água, ou aumente o leite de coco, e fique com uma receita totalmente sem lactose.

Como diz a minha mãe, essa receita de bolo de milho de liquidificador é boa de um tanto… É quase impossível comer uma fatia só. Ainda mais com um cafezinho de coador, uma xícara de chá, um copo de leite, uma fatia de queijo minas ainda fresco e uma boa prosa pra acompanhar.

Ingredientes

  • 1 e ½ xícara (chá) de milho verde fresco, ou em conserva bem escorrido ou congelado (uns 300 g)
  • 2 xícaras (chá) de farinha de milho biju flocada bem esfarelada (ignore o peso!!!)
  • 1 e ½ xícara (chá) de açúcar (225 g)
  • 1 xícara (chá) de leite de coco (240 ml)
  • ½ xícara (chá) de leite (120 ml)
  • ¾ de xícara (chá) de óleo vegetal (180 ml)
  • 1 colher (sopa) de fermento químico
  • 1 pitada de sal
  • 4 ovos
  • 1 xícara (chá) de coco ralado, fresco de preferência (60 g)
  • Manteiga pra untar
  • Açúcar pra polvilhar

Preparo

Aqueça o forno a 160º (médio). Unte com manteiga e polvilhe com açúcar uma fôrma media pra pudim.

No liquidificador, bata o milho, a farinha, o açúcar, o leite de coco, o leite, o óleo, o fermento, o sal e os ovos até obter uma massa lisa.
Junte o coco ralado e transfira pra fôrma.
Asse o bolo por uns 45min, até que esteja crescido, firme e dourado (enfiando um palito no centro, ele deverá sair limpo). Retire do forno, deixe esfriar, desenforme sobre um prato raso e sirva.

31 Comentários

  1. 1
  2. 3
  3. 5

    Olá Helô querida.
    Caso não tenha essa farinha de fácil acesso, qual a melhor farinha pra substituir?
    A milharina serve ou não terá um sabor gostoso?

    • 6

      Marcinha, boa tarde! Acredito que funcione, pois milharina teoricamente é puro milho, mas eu não testei. A farinha de milho bijú é aquela super básica, flocada. Depois me conte! Abraço, Helô

  4. 7
    • 8

      Carla, bom dia!
      O leite de coco pode ser substituído por leite sem qualquer problema.
      E o coco em pó pode ser deixado de lado, sem necessidade de incluir nada no lugar dele.
      Depois conte pra gente como ficou.
      Abraços, Ana e Helô

  5. 9

    Helô achei muito prática sua receita, não vou testar, vou fazer, com a certeza q vai ficar uma delícia… conheço suas receitas e nunca me decepcionei!

    • 10

      Lenisa, boa tarde!
      Delícia saber que você gosta das receitas da Helô! Tudo é feito com muito carinho e muita dedicação e mensagens como a sua são o melhor dos incentivos.
      Use a xícara para medir a farinha de milho (a flocada, biju, a mesma usada pra fazer cuscuz paulista), pois no peso elas variam um absurdo. A farinha artesanal do interior de São Paulo dá 45 g por xícara, enquanto as farinhas de marcas industrializadas às vezes são pesadas demais e chegam a 100 g por xícara.
      Depois conte pra gente!
      Abraços, Ana e Helô

  6. 11
    • 12

      Ludmila, bom dia!
      Que notícia gostosa. Delicioso saber que você fez o bolo e aprovou a receita. O milho dá um perfume maravilhoso !!!
      O bolo de fubá é preferido daqui de casa.
      Conte depois pra gente.
      Abraços, Ana e Helô

  7. 13

    Olá Helô, eu pesei 90g de farinha de milho flocada e achei muito pouco, então eu coloquei no medidor de 1 xícara e ficou faltando quase 1 dedo. Completei a xícara e coloquei mais 1 xícara, pesei e deu 240g. Fiz com os 240g e ficou muito bom. O que é certo?

    • 14

      Sze, boa noite!
      Ainda bem que deu certo e ficou muito bom.
      Essa farinha flocada é um problema… Ainda hoje, a gente usou uma farinha flocada leve e o peso é mínimo, as industrializadas pesam bem mais, muda demais. Acho que o ideal é usar quantidade em xícaras e não em peso, você fez tudo com perfeição.
      A gente vai pensar na melhor forma de dar a quantidade.
      Abraços, Ana e Helô

  8. 15
    • 16

      Ronaldo, bom dia!
      Use como parâmetro a xícara cheia e não o peso, pois as farinhas biju/flocadas têm uma variação imensa de peso (2 xícaras da bem leve e crocante artesanal rendem uns 90 g, enquanto algumas industrializadas mais pesadas dão 200g).
      Não testamos a receita com fubá, não garantimos, pois o fubá é farinha pra valer, dará muita firmeza e será bem diferente.
      Pra bolo de fubá, experimente o “Bolo de fubá da minha avó querida”, ele não tem erro, é macio, úmido e só fubá, sem trigo.
      Abraços, Ana e Helô

      • 17

        Ana e Helô, bom dia:)
        Mil desculpas pela demora. Muito obrigado mesmo pela atenção e carinho.
        Fiz o bolo como indicado na receita e ficou maravilhoso!
        Minha mulher e eu estamos encantados com o site de vocês e estamos super indicando para um monte de gente.
        Aliás, vamos acompanhar vocês no Eduk também. Parabéns e sucesso:)

        • 18

          Ronaldo, que notícia boa!!
          É muito gostoso saber que a nossa cozinha está alcançando mais gente que valoriza a comida saborosa e verdadeira.
          Nossas pesquisas, testes, textos com histórias e a receita pra valer, produções e fotos são feitos com tanto carinho e com tanta dedicação que os reconhecimentos de vocês é bom demais.
          Obrigada pelas indicações.
          Conte sempre com a gente.
          Abraços, Ana e Helô

  9. 19

    Ola fiz o bolo de milho de liquidificador como esta na receita, usei farinha milho artesanal organica, milho fresco cozido, a massa ficou mais para líquida e ficou muito tempo no forno mais de 01 hora e não ficou fofinho, ficou tipo bolo de fuba cremoso só q alto, ficou bem dourado em cima mas embaixo não. Achei tb muito oleo..enfim como fazer este bolo ficar fofinho como na foto?

    • 20

      Cláudia, bom dia!
      Que coisa! Não precisa cozinhar o milho fresco, pois ele fresco dá um bolo ainda melhor. A massa é mole, tanto que se bate no liquidificador, mas assa em bem menos tempo. Será que o forno estava bem ajustado com temperatura média/alta uns 180ªC.
      Se quiser, tente de novo e depois conte pra gente.
      Abraços, Ana e Helô

  10. 21

    Esse bolo é simplesmente divino e muito fácil de fazer.
    Aprendi na live da Helô com a Camila Dutra no início da pandemia.
    Uma super aula com dicas fantásticas com duas super craques da culinária. Cada uma com sua especialidade.

    • 22

      Vanda, boa noite!
      Que delícia saber que você aproveitou a live e a receita. A Camila é ótima e muito querida.
      Continue aqui com a gente!
      Abraços, Ana e Helô

  11. 23

    Bom dia Helô, só p confirmar: posso usar o.milho verde cru, não precisa ser ser cozido ??
    Adoro suas receitas e principalmente o texto na que vem antes delas, com explicação e com histórias.

    • 24

      Yara, bom dia!
      Obrigada pelo carinho.
      Pode sim usar milho verde cru, que é sempre delicioso e dá o sabor intenso e fresco de milho de verde.
      Conte depois pra gente como ficou.
      Abraços, Ana e Helô

  12. 25

    MARAVILHOSO! Fiz hj de manha e acabei de provar.
    Usei o flocao que foi o que achei, milho cru e coco fresco.
    Entre debulhar o milho, ralar o coco e tirar o bolo do forno acho que foram 70min. Como todas as receitas da Helo, certeza de ficar bom! Alias, adoro todas as preliminares das receitas, a conversa com o leitor! Parabéns!!

    • 26

      Andreia, bom dia!
      Que gostoso saber que aprovou a receita do bolo e que agora ela já faz parte da sua cozinha.
      Ralando o milho e ralando o coco o processo leva um pouco mais de tempo, mas o resultado é incrível, vale cada segundo.
      Obrigada pelo carinho! A gente faz tudo com tanto envolvimento e tanto amor que mensagens como a sua são deliciosas demais de receber.
      Conte sempre com a gente.
      Abraços, Ana e Helô

  13. 27

    Helô, essa receita me encantou e me surpreendeu. O bolo fica muito fofinho e úmido. Amei. Obrigada por compartilhar receitas tão gostosas com a gente!

    • 28

      Fernanda, bom dia!
      Que gostoso saber que a receita agradou e agora já faz parte da sua cozinha.
      Obrigada pelo carinho e continue aqui com a gente.
      Abraços, Ana e Helô

  14. 29

    Olá Helô! Que receita maravilhosa, parabéns!!!! Sem dúvida, o melhor bolo de milho que já comi!!! Te conheci na live com a Camila Dutra, e fiquei louca pra fazer esse bolo, mas como moro fora do Brasil não conseguia achar a farinha de milho. Ontem finalmente consegui, mas não foi a biju e sim o kimilho (flocão). Não ficou com a textura fofinha, ficou parecendo pamonha, mas amei e já comi quase tudo…. sensacional!!!!

    • 30

      María, boa noite!
      Delícia receber uma mensagem como a sua, alegra o dia.
      A live com a Camila foi tão gostosa, inesquecível mesmo.
      Bom saber que você conseguiu comprar o flocão, que também funciona, só é um pouco mais pesado.
      Conte sempre com a gente.
      Abraços, Ana e Helô

  15. 31

    Heloísa, já fiz algumas vezes e ficou uma delícia.
    A família adorou.
    Obrigado pelo cuidado que você tem com as receitas e que nós podemos sentir daqui.
    Um abração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *