Adicionar à minha lista

Pudim cor de rosa

Ana Bacellar

Como eu achava lindo e delicado o pudim cor de rosa chegando à mesa tremelicando, brilhante, macio … e rosa. Mas também era delicioso, docinho, com um leve sabor de coco e cremoso demais, ele se desmanchava na boca e eu achava o máximo.

Por ser tão simples e rápida, era a sobremesa básica do dia a dia dos meus tempos de criança, quer dizer, mais um sucesso 1960. O pudim pode tranquilamente ser branco e não rosa, é só trocar a gelatina vermelha e sem sabor pela incolor, mas garanto que as crianças, principalmente as “meninas princesas”, preferem o pudim rosa.

Como a tonalidade das gelatinas de hoje mudou, antes o pudim ficava mais rosa vivo, agora é mais queimado.

Ingredientes

  • 1 envelope de gelatina vermelha sem sabor (12 g)
  • ¼ de xícara (chá) de água gelada (60 ml)
  • 1 e ¼ de xícara (chá) de leite
  • 1 lata de leite condensado (395 g)
  • 200 ml de leite de coco

Preparo

Separe uma fôrma média pra pudim ou 6 forminhas individuais e molhe com água (a água facilita o processo de desenformar).

Coloque a gelatina numa tigelinha com a água gelada e deixe descansar por uns 3min.

Enquanto isso, ferva o leite. Retire o leite fervente do fogo, junte a gelatina e mexa até dissolver completamente.

Passe tudo pra uma tigela grande, misture o creme de leite e o leite de coco e mexa até obter um creme bem liso (se for preciso, passe pela peneira e elimine um ou outro gruminho de gelatina).

Coloque a creme na fôrma ou nas forminhas e leve à geladeira pra firmar por umas 2h. Desenforme na hora de servir.

4 Comentários

  1. 1

    Excelente artigo! Já visitei o seu blog outras vezes, porém nunca
    tinha escrito um comentário. Pus seu blog
    nos meus favoritos para que eu não perca nenhuma atualização.
    Grande abraço!

  2. 3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *