Adicionar à minha lista

Polenta frita

Ana Bacellar

Quem não ama a casquinha levemente crocante com o cremoso por dentro da polenta frita? Eu acho o máximo.

Como é fritura e todo mundo sabe que não faz muito bem comer sempre, eu só faço polenta frita de vez em quando, mas quando isso acontece todos ficam felizes.

Polenta frita vai bem como petisco, como acompanhamento de arroz, feijão e bife ou carne moída bem caseirinha, combina perfeitamente com o galeto al primo canto na brasa, ou com qualquer outra receita de frango assado, com churrasco, com salada e por aí vai.

Pra polenta fritar bem, formando casquinha por fora e sem se desmanchar, o essencial é preparar na véspera, cortar e fritar os pedaços bem gelados (ou até congelados, pois quanto mais gelados, mais crocantes ficarão).

Há quem role os quadrados ou palitos de polenta no fubá antes de fritar pra conseguir uma crosta mais rústica. Dá certo, mas eu prefiro a casquinha mais delicada.

Gosto de preparar a polenta com um caldo saboroso, caseiro de preferência, e que pode ser de carne, aves ou legumes, assim ela já fica mais saborosa, mas sem mascarar o gosto delicioso do milho.

Como é pra fritar, é importante deixar a polenta bem firme. Eu preparo a polenta normalmente, espalho numa assadeira, aliso bem, cubro com filme e levo à geladeira 12 ou até 48h, então desenformo (ela se descola da forma com facilidade), corto no formato desejado e volto com os pedaços pra geladeira até a hora de fritar.

O óleo tem que estar quente, só assim a casquinha se forma com rapidez e a polenta não se desmancha.

Ingredientes

  • 1L de caldo caseiro de carne
  • 1 xícara (chá) de fubá (160 g)
  • ½ colher (sopa) de sal
  • Sal
  • Óleo vegetal pra fritar

Preparo

Numa panela grande, aqueça a água, o fubá, o sal e mexa sem parar até dissolver e começar a engrossar.

Diminua o fogo, tampe a panela e, de 10 em 10min, destampe, mexa com uma colher de pau, tampe de novo e mantenha no fogo por uns 30min no total.

Ao final do tempo, a polenta deverá estar lisa, cremosa, descolando da panela e sem qualquer gosto de fubá cru.

Ajuste o sal e espalhe a polenta numa assadeira pequena (não é preciso untar). Cubra com filme e leve à geladeira por 12h pra firmar.

Retire a assadeira da geladeira, solte a placa de polenta e desenforme.

Corte a polenta em palitos de mais ou menos 1,5cm de espessura por uns 8 cm de comprimento ou no formato desejado. Se quiser, espalhe os palitos numa assadeira e congele ou guarde na geladeira (no total, a polenta se conserva bem na geladeira por até 3 dias).

Aqueça o óleo vegetal numa frigideira larga e forre uma travessa com papel absorvente pra secar a polenta. Mergulhe até uns 8 pedaços de polenta por vez no óleo quente, espere dourar e formar casquinha, então escorra com uma escumadeira e coloque sobre o papel pra secar.

Sirva em seguida.

Deixe uma resposta

O seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *