Adicionar à minha lista

Pirarucu de casaca

Quem já comeu pirarucu logo entende o motivo dele ser conhecido como o bacalhau da Amazônia. A carne é clara, firme, suculenta e saborosa, é consumida fresco, mas também costuma passar por um processo de salga e secagem pra que se conserve por bastante tempo, e, pra completar, também vai bem numa variedade incrível de receitas. O “pirarucu de casaca”, que é um clássico paraense, mas também servido no Amazonas, costuma ser servido em ocasiões especiais e é perfeito pra isso, pois tudo vai no mesmo refratário à mesa, bem prático.

Aqui, o pirarucu seco e já dessalgado, depois cozido e desfiado, é refogado com temperos e servido com farofa de farinha d’água preparada com leite de coco, fatias douradas de banana (na região norte a pacovã, mas pode ser da terra ou nanica), ovo cozido e molho vinagrete. Um prato tradicional repleto de contrastes de sabores e texturas.

Na falta do pirarucu seco, use bacalhau dessalgado em lascas ou prepare com o pirarucu fresco, que é delicioso, mas não fica tão original, pois o salgado do peixe é o x da questão. Em São Paulo, eu sempre compro o pirarucu seco na Combu – produtos da Amazônia, que trabalha com peixe de primeiríssima linha, mas também há no Mercadão da Cantareira. O peixe costuma ser vendido numa manta enrolada, aí é só dessalgar, aferventar e soltar a carne da pele grossa.

A farinha ovinha, ou farinha d’água, é deliciosa, eu amo!! A Manioca, marca que distribui produtos paraenses em algumas cidades brasileiras, traz uma farinha d’água deliciosa e, na Combu, também há outras possibilidades. A farinha d’água tem uns grãozinhos e, por isso, precisa ser molhada com algum líquido, no caso o leite de coco, antes de ir à panela.

A banana completa, os ovos cozidos e o vinagrete completam o prato com perfeição. Embora, pra mim, só seja preciso juntar pimenta, há quem goste do pirarucu de casa com arroz branco.

Ingredientes

Farofa

  • 2 xícaras (chá) de farinha de mandioca d’água
  • ½ xícara (chá) de manteiga de garrafa (120 ml, ou 100 g de manteiga comum)
  • 1 xicara (chá) de leite de coco (240 ml)
  • 1 cebola-roxa grande em fatias bem finas
  • 6 colheres (sopa) de coentro e cebolinha picados
  • Sal

Vinagrete

  • Suco de 1 limão
  • 1 tomate maduro e sem sementes em cubinhos
  • 2 pimentas-de-cheiro verdes do Pará (ou a gosto)
  • 1 cebola pequena em cubinhos
  • 8 colheres (sopa) de azeite de oliva
  • Sal

Pirarucu e finalização

  • 4 bananas-da-terra maduras e em tiras de 0,5 cm de espessura
  • 1 kg de pirarucu seco em lascas, já dessalgado por umas 12h (troque a água pelo menos 3 vezes)
  • 1 dente de alho picadinho
  • 2 ovos cozido em rodelas
  • Azeite de oliva

Preparo

Farofa – Misture numa tigela a farinha e o sal, misture o leite de coco pra umedecer e deixe repousar por uns 15min, até a farinha inchar e amaciar.

Aqueça a manteiga de garrafa numa frigideira grande, junte a farinha e misture até envolver e começar a secar.

Retire do fogo, junte a cebola, as ervas e espalhe na travessa de servir.

Vinagrete – Misture numa tigelinha o suco de limão, 1 colher (chá) de sal, a pimenta-de-cheiro e o tomate, depois junte o azeite.

Reserve.

Banana – Aqueça um fio de óleo numa frigideira média, junte as fatias e doure de um lado e depois do outro.

Reserve.

Peixe – Afervente o peixe em água por 5min, até ficar macio, então escorra e separe em lascas.

Aqueça um fio de azeite numa frigideira grande, acrescente o alho, espere perfumar e misture o pirarucu. Deixe perfumar e aquecer e retire do fogo.

Finalização – Sobre a farofa, faça uma camada de pirarucu, espalhe por cima a banana, o ovo e finalize com o vinagrete.

Sirva com arroz branco.

Deixe uma resposta

O seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *