Adicionar à minha lista

Pasta de tomate da Maria

Ana Bacellar

A pasta de tomate é da Maria simplesmente porque a Maria, uma senhora encantadora, companheira e cozinheira incrível que passou a vida na casa da minha tia Iara, sempre preparava a receita.

Na verdade, a Maria preparava a pasta de tomate no dia a dia e pra todas as festas de aniversário, que não eram poucas com tantos irmãos e primos.

A receita que ela tanto gostava – e eu também – era um clássico nos anos 1960 e 1970, todo encontro tinha pasta de tomate e não havia sanduichinho sem pasta de tomate.

Tanto eu, quanto a minha irmã, a Teresa e a Tuni, nossas primas queridíssimas, amávamos os triângulos de pão de fôrma, que ficavam em bandejas cobertas com pano úmido pra manter o pão macio e as nossas lancheiras sempre íam pra escola recheadas desses sanduíchinhos. Mas a pasta também entrava no sanduíche de festa, com andares de recheio, e como recheio de carolinas.

A receita é simples demais, só leva ingredientes comuns, como tomate, cebola, alho, salsinha, louro, pão, leite, gema, queijo parmesão ralado e azeite, fica pronta em nem meia hora e rende muito.

Quando tenho tempo, refogo tomates frescos maduros ou o conteúdo de 1 lata de tomate pelato no azeite com a cebola, o alho, o louro, sal e pimenta, deixo apurar pra conseguir um molho saboroso e bem temperado e corrijo a acidez com pitadas de açúcar. Mas quando o tempo é curtíssimo e tenho que preparar alguma coisa em 10min pra servir na hora, só troco uso um molho de tomate pronto.

O refogado vai pro liquidificador com o pão embebido no leite, gemas, queijo parmesão, sal e pimenta-do-reino pra virar uma pasta lisa, aí vai ao fogo pra ferver e engrossar, recebe a salsinha e pronto.

Rápido demais e simples assim.

Dá pra servir a pasta quentinha saindo da panela, morna, em temperatura ambiente e até gelada, e sempre cai bem, até mesmo no dia seguinte acompanhando um grelhado ou uma massa.

Ingredientes

  • 1 colher (sopa) de azeite de oliva (15 ml)
  • 1 cebola pequena picada (120 g)
  • 1 dente de alho picadinho
  • 4 tomates maduros sem pele e sem sementes (500 g) ou 1 lata de tomate pelato (400 g) ou 1 e ¼ de xícara (chá) de molho pronto de tomate (300 g)
  • 1 folha de louro
  • 2 fatias de pão de fôrma sem casca ou ½ pão francês
  • 1/2 xícara (chá) de leite (120 ml)
  • 1 gema
  • ¼ de xícara (chá) de queijo parmesão ralado (25 g)
  • 2 colheres (sopa) de salsinha picadinha (2 ramos)
  • Sal
  • Pimenta-do-reino

Preparo

Numa frigideira grande, aqueça o azeite, doure ligeiramente a cebola e junte o alho.

Quando perfumar, acrescente o tomate (ou o molho pronto), o louro, sal, pimenta e deixe ferver por uns 10min pra apurar e ganhar sabor (se estiver utilizando molho pronto, simplesmente espere ferver e retire do fogo).

Enquanto isso, coloque o pão numa tigela, cubra com o leite e deixe descansar por 5min.

Bata no liquidificador o refogado de tomate com o louro, a mistura de pão e a gemas até obter um creme homogêneo.

Volte com tudo pra frigideira e pro fogo e, sempre mexendo, deixe ferver e engrossar.

Junte o parmesão e a salsinha, acerte o sal e a pimenta e retire do fogo.

Sirva a pasta quente ou morna, ou guarde a pasta na geladeira por até 3 dias e sirva gelada.

2 Comentários

  1. 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *