Adicionar à minha lista

Pão integral com castanha, semente de abóbora e de girassol

Ana Bacellar

Carlos, esse é pra você, que adora começar o dia lendo jornais e devorando fatias desse pão cheio de castanha-do-Pará e de sementes torradas de girassol e de abóbora até mesmo sem manteiga e mel, como eu.

Costumo preparar a massa logo cedo, pois como ela é integral e cheia de coisas e, assim, acaba levando mais tempo pra crescer. O pão fica pronto no início da tarde e continua gostoso por mais uns dois dias.

Começo hidratando o triguilho, aquele trigo usado no quibe e que enriquece e dá textura ao pão, e o processo é simples, só cobrir com água fervente e deixar repousar por uns 15min. Enquanto isso, coloco um pouco de água e de açúcar com o fermento pra descansar e ativar. Em seguida, junto as duas preparações, acrescento o azeite, o melado de cana, o sal, a farinha integral e, aos poucos, vou adicionando a farinha comum e trabalhando a massa até que ela fique macia e se descole das mãos e da tigela. Então, achato a massa com as mãos até ficar uns 2 cm de espessura, espalho por cima a castanha e as sementes, enrolo como rocambole, faço uma bola e deixo repousar até dobrar de volume, então modelo dois pães, deixo descansar novamente, pincelo com azeite e salpico com flor de sal e asso.

Pode até parecer exagero preparar 2 pães, mas trabalhar com uma massa muito menor é até complicado e não compensa. Se a quantidade for grande pra sua casa, congele um deles pra um outro momento e faça torradas com o pão que começar a secar.

Quanto aos ingredientes, é importante saber que o azeite deixa a massa saborosa e levemente crocante, o açúcar mascavo e o melaço dão o gostinho de cana que eu adoro (mas também dá pra usar açúcar comum e mel) e que a mistura de farinhas integral e comum é necessária pra conseguir um pão que cresça com estrutura e fique macio por dentro, pois só com a farinha integral o pão fica massudo e pesado.

Gosto de comprar as sementes descascadas, torradas e até salgadas, pois adoro o sabor e a textura, mas use as sementes cruas se gostar mais delas assim. Costumo comprar em casas que vendem cereais, grãos e castanhas, ou mercados e supermercados que trabalham com produtos naturais. E acredite, embora a quantidade de castanha e de sementes não seja pequena e, na hora de misturar, passa a impressão de bem exagerada, essa quantidade é perfeitamente proporcional à massa e o pão fica delicioso e cheio de texturas.

O pão vai bem a qualquer hora, pode ser pela manhã ou no lanche com manteiga, geleia, mel, melado, queijo, ricota fresca cremosa, acompanhando uma refeição, numa bandeja com aperitivo com pastas cremosas, frios e as manteigas salgadas variadas.

Ingredientes

  • 1/3 de xícara (chá) de triguilho (trigo pra quibe, 60 g)
  • 1 e ¾ de xícara (chá) de água, sendo metade morna e metade fervente (420 ml)
  • 1 colher (sopa) de açúcar mascavo (15 g)
  • 1 colher (sopa) de fermento biológico seco (15 g)
  • 1/3 de xícara (chá) de azeite de oliva (80 ml)
  • 1/4 de xícara (chá) xícara de melado (50 g)
  • 1 xícara (chá) de farinha de trigo integral (150 g)
  • 2 colheres (chá) de sal
  • 2 e ½ xicaras (chá) de farinha de trigo comum (aproximadamente, 300 g)
  • 1/3 de xícara (chá) de semente de girassol (60 g)
  • ¾ de xícara (chá) de semente de abóbora (60 g)
  • 1 xícara (chá) de castanha-do-Brasil quebrada em pedaços grandes (240 g)
  • Azeite de oliva pra regar
  • Flor de sal para salpicar

Preparo

Coloque o triguilho e a água fervente numa tigela grande e deixe hidratar por 15min.

Enquanto isso, coloque a água morna, o açúcar mascavo e o fermento numa tigela pequena e deixe repousar por uns 10min, até surgirem bolhas.

Em seguida, transfira a mistura de fermento pra tigela do triguilho, junte o azeite, o melado, a farinha integral, o sal e mexa até conseguir uma massa mole e homogênea.

Aos poucos, vá acrescentando a farinha comum e trabalhando até conseguir uma massa macia e que se solte das mãos e da tigela.

Passe a massa pra bancada levemente polvilhada com farinha e, com a palma das mãos, abra a massa até ficar com uns 2 cm de espessura. Espalhe a castanhas e as sementes por cima e enrole como um rocambole (parece que é muita coisa, mas acredite que dará certo e que valerá a pena). Faça uma bola com a massa e coloque de volta na tigela grande regada com um fio de azeite.

Cubra com filme e deixe crescer por umas 2h, até dobrar de volume.

Ao final do tempo, divida a massa ao meio, molde um retângulo com cada parte, enrole como um rocambole e coloque os 2 pães numa assadeira forrada com um tapete de silicone ou papel manteiga.

Cubra de novo e deixe crescer por mais umas 2h, até dobrar de volume.

Aqueça o forno a 200ºC (alto) por uns 10min.

Enquanto isso, pincele os pães com azeite e polvilhe com a flor de sal.

Leve a assadeira ao forno, aguarde 5min, diminua a temperatura pra 180ºC (médio-alto) e mantenha no forno por mais uns 35min, até que os pães estejam bem crescidos, perfumados e dourados.

Retire os pães do forno, deixe amornar por uns 30min e sirva como quiser.

4 Comentários

  1. 1

    Oi Helô!! Queria saber se ao invés do melaço eu usar o açúcar e mel qual a proporção que uso?
    Obrigada!! Suas receitas são minha diversão e a satisfação garantida da família

  2. 3
    • 4

      Oi, Marcileia! O trigo integral deixa o pão pesado, o glúten não está desenvolvido e falta elasticidade pra massa. Praticamente todas as receitas de pão integral levam um tanto razoável de farinha branca. Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *