Adicionar à minha lista

Pão crocante finlandês (Laila’s finn crispy bread)

Ana Bacellar

Quando viajo, além de sempre trazer pratos, potinhos, talheres e outros badulaques pra cozinha na mala, tanto pra usar em casa, como pra deixar as fotos dos meus livros mais apetitosas, venho com a cabeça fervilhando com as ideias que surgem das visitas aos mercados e supermercados, aos cafés, às padarias, confeitarias e restaurantes.

Mas fico ainda mais feliz quando trago comigo receitas e técnicas que aprendo com pessoas que acabo conhecendo pelo mundo.

Em 2014, fiz um trabalho delicioso de desenvolvimento e treinamento de 30 receitas brasileiras pra Tallink, a maior companhia de navios de cruzeiro entre Finlândia, Suécia, Estônia e Letônia (são 13 navios imensos que cruzam o Báltico diariamente). As receitas fariam parte de um cardápio que funcionaria durante um festival Brasil com quatro meses de duração. As equipes da organização do evento, da cozinha e confeitaria eram muito receptivas ao Brasil e fizeram de tudo pra aprender sobre os nossos ingredientes, receitas e deram conta do recado.

Durante a semana que passei com eles, treinando umas 100 pessoas e pulando de navio em navio, conheci pessoas incríveis, que me mostraram muito da cultura dos quatro países. Como não poderia deixar de ser, aprendi várias receitas boas, mas nada superou o pão crocante que aprendi com a minha “Finn sister Laila”, uma finlandesa encantadora, sempre com sorriso no rosto, que cozinha muito e recebeu a “Helô” como se fosse sua “brazilian sister”.

Logo no primeiro dia, ela me ofereceu um pão bem fino e crocante sensacional, tanto que, na hora, eu disse que nunca havia comido um pão crocante tão bom na vida. Ela achou a maior graça na minha reação e, como ficou direto comigo, fez questão de preparar, logo cedo e todos os dias, uma assadeira do pão só pra mim e eu, é claro, passava o dia comendo nacos do “meu pão” puro, com manteiga ou com um queijo cremoso temperado com dill/aneto.

No Brasil, a gente chama de suecos esses pães finos e crocantes, quase sempre de farinha integral e com sementes, mas eles não são só suecos e sim de todos os países nórdicos.

O “Laila’s finn crispy bread” é assim, fino e muito crocante, mas leva fubá no lugar do trigo integral e, além dos gergelins claro e escuro e das linhaças dourada e avermelhada, é cheio sementes de abóbora e girassol, tem azeite e o toque de flor de sal (aliás, o sal era em flocos finos de salinas do Ártico).

No segundo dia, ela me passou a receita e, na hora, eu disse que seria o pão crocante da minha casa e, com certeza, seria o meu “Laila’s finnish bread” (ou pão crocante finlandês).

Na despedida, nós duas choramos feito manteiga derretida e o carinho ficou. Sempre penso nela e pelo menos de dez em dez dias, preparo o pão da minha “sister finlandesa” e como a qualquer hora. That’s love.

Ingredientes

  • 1 e 1/3 de xicara (chá) de fubá (aproximadamente 200 g)
  • 1 xícara (chá) de semente de abóbora descascada e torrada (120 g)
  • 2/3 de xícara (chá) de semente de girassol descascada e torrada (100g)
  • 2/3 de xícara (chá) de uma mistura de gergelim claro e escuro (90 g)
  • 2/3 de xícara (chá) de uma mistura de linhaça dourada e vermelha (100 g)
  • 2 colheres (sopa) de óleo vegetal (30 ml)
  • 4 colheres (sopa) de azeite de oliva (60 ml)
  • 1 xícara (chá) de água fervendo (aproximadamente 240 ml)
  • Flor de sal pra salpicar

Preparo

Aqueça o forno a 160ºC (médio).

Separe duas assadeiras grandes.

Corte 3 retângulos de papel manteiga do tamanho das assadeiras.

Numa tigela grande, misture o fubá, as sementes de abóbora e de girassol, os gergelins e as linhaças. Junte o óleo, o azeite e ½ xícara de a água e misture até conseguir uma massa homogênea e que se solte das mãos, mas que ainda será mole e pegajosa (junte mais um pouco de água se estiver seca demais).

Coloque metade da massa no centro de um dos retângulos de papel, cubra com uma outra formando um sanduíche e, com um rolo, abra a massa até ficar bem fina e cobrindo quase todo o papel. Transfira o “sanduíche” de papel e massa pra uma assadeira, solte e descarte o papel de cima e salpique com o sal. Faça o mesmo com a massa restante (1 retângulo de papel servirá apenas pra ajudar a abrir a massa).

Asse por mais ou menos 45min, até que as placas de pão estejam bem douradas, crocantes e se soltando do papel. Retire do forno, deixe esfriar sobre uma grelha, quebre em pedaços e sirva (ou guarde por até três dias num pote bem fechado).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *