Adicionar à minha lista

Paçoca de carne seca e pinhão

Ela é deliciosa, muito nossa e com grande influência indígena, pois até o nome paçoca vem do tupi, algo socado e esmagado. Pra virar paçoca, é preciso socar no pilão a carne cozida com gordura e farinha clara de mandioca, ou de milho, até a carne se desmanchar e a gordura envolver os grãos da farinha e tudo se transformar numa farofa úmida e esfiapada.

Por muito tempo, ela foi comida de resistência de bandeirantes, tropeiros e outras viajantes que sempre carregaram paçoca de carne nas suas viagens, já que a mistura seca de farinha com carne e gordura durava vários dias sem refrigeração. A preparação era tão boa que mesmo aqueles que não precisavam viajar acabaram se encantando, só que, como não precisavam se preocupar com conservação da receita por muito tempo, passaram a temperar melhor a carne, usando cebola, alho e cheiros.

A carne seca dá sabor delicioso à paçoca, mas também podem ser utilizadas sobras de pernil ou de carne assada ou ensopada e, na pressa, até carne moída bem refogada e úmida.

Como eu sempre tive pilão em casa e adoro paçoca de carne, e também de amendoim, vira e mexe faço um tanto pra matar a vontade, mas na falta do pilão ou na pressa, pois socar dá um trabalhinho, uso o processador, que estilhaça um pouco a carne, mas resolve.

Como eu adoro pinhão, costumo juntar um tanto à paçoca quase pronta, mas deixe de lado quando não for tempo ou não gostar.

Uma boa colherada de paçoca com uma concha de feijão, pimenta e rodelas de banana já fazem uma refeição. Pura comida de roça!

Ingredientes

  • 4 colheres (sopa) de óleo vegetal (60 ml)
  • 1 cebola grande em cubinhos (180 g)
  • 1 dente de alho picadinho
  • 500 g de carne-seca dessalgada, cozida e bem macia
  • 6 colheres (sopa) de salsinha e cebolinha picadas (6 ramos)
  • 2 xícaras (chá) de farinha de mandioca não muito torrada (240 g)
  • 2 xícaras (chá) de pinhão cozido, descascado e grosseiramente picado (500 g)
  • Sal

Preparo

Refogado – Aqueça o óleo numa frigideira grande, doure ligeiramente a cebola, junte o alho, espere perfumar e acrescente a carne.

Aguarde 1min, só até aquecer, misture as ervas e a farinha, acerte o sal e retire do fogo.

Finalização – Soque tudo no pilão até conseguir uma espécie de farofa bem homogênea e úmida ou bata no processador.

Junte o pinhão, bata mais um pouco.

Sirva com arroz e feijão e pimenta.

Deixe uma resposta

O seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *