Adicionar à minha lista

Mousse de chocolate da minha casa

Ana Bacellar

No início dos anos 1980, a clássica sobremesa francesa começou a aparecer por aqui e ganhou milhares de fãs, literalmente apaixonados por aquele doce com muito gosto de chocolate, cremoso e ao mesmo tempo aerado como nuvem, ou seja, uma nuvem de chocolate.

Eu, que ainda não conhecia a França, já havia lido sobre o assunto na minha Larousse Gastronomique e escutado maravilhas de uns tios que iam sempre a Paris, mas sonhava com uma colherada. Como, naquele tempo, não era tão simples encontrar chocolate que não fosse ao leite (só havia um meio amargo da Lacta, de embalagem escura) e quase não se achava creme de leite fresco, as mousses sempre levavam chocolate ao leite, creme de leite de lata e, por incrível que pareça, às vezes até umas colheradas de açúcar.

A sobremesa virou moda, conquistou fãs aos montes, passou a ser “a sobremesa” dos restaurantes e das refeições especiais e, com o passar do tempo, deixou de ser tão doce, pois muita gente deixou o chocolate ao leite e o açúcar de lado e passou a usar chocolate meio amargo ou uma mescla de ao leite e meio amargo.

Como só com chocolate amargo pra valer a receita não funciona bem, pois falta a manteiga de cacau que dá estrutura à mousse, quando quero o sabor intenso do amargo, eu normalmente uso 300 g do amargo intenso e 200 g de meio amargo, que adoça e faz a mousse firmar, mas não interfere no sabor.

A grande maioria das receitas pede ovos inteiros, mas como eu não sou muito adepta de sobremesas com gemas cruas, fico com a receita que sempre se fez em casa, uma ganache preparada apenas com creme de leite, fresco ou de lata ou de caixinha, que funcionam bem e quase todo mundo tem em casa, chocolate meio amargo e claras em neve.

Quanto ao creme de leite, use uma xícara (chá) de creme de leite fresco ou uma lata de 300 g de creme de leite, o que for mais fácil.

Pra decorar, clássicas raspas de chocolate e cerejas em calda, de preferência com cabinhos.

Apesar do tempo ter passado e da sobremesa ser hoje comum, quando a mousse é boa ela sempre agrada. Quando faço, sempre preparo uma receita dupla, pois todos repetem. Ela vai bem simplesmente mousse, mas também fica deliciosa com uma colherada gulosa de chantilly ao lado.

Como ela fica perfeita por até 48h na geladeira, é uma ótima solução pra quando se quer receber com tranquilidade, basta servir.

Ingredientes

  • 500 g de chocolate meio amargo
  • 1 e ¼ de xícara (chá) de creme de leite (300 ml, fresco ou até de lata)
  • 4 claras
  • Raspas de chocolate ou cerejas em calda pra decorar

Preparo

Pique o chocolate em pedacinhos e derreta em banho-maria ou no micro-ondas (1 a 2min em potência forte) até que esteja cremoso. Misture o creme de leite ao chocolate derretido e reserve.

Com a batedeira, bata as claras em neve até que estejam bem firmes e crescidas.

Com muita delicadeza, pois só assim se consegue uma mousse bem leve e aerada, incorpore as claras ao creme de chocolate. Transfira pra uma tigela média ou coloque em 6 taças individuais. Cubra com filme plástico e leve a mousse à geladeira por pelo menos 2h pra firmar (ou até por 2 dias). Na hora de servir, decore com raspas de chocolate ou cerejas.

3 Comentários

  1. 1
  2. 2

    Olá Helô, adoro suas receitas. Fiquei com uma dúvida em relação ao preparo do chocolate para a mousse. Na receita pede-se que derreta o chocolate em banho maria mas, no vídeo, ferve-se o creme de leite e joga-se no chocolate derretendo-o. Tanto faz? Dá-se o mesmo resultado? Obrigada e parabéns.

Deixe uma resposta

O seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *