Adicionar à minha lista

Moqueca de cajú com camarão seco e castanha

Cajú é bom de qualquer jeito, da cajuada refrescante, à cajuína cristalina e doce por natureza, ao cajú passa, ao doce pastoso e, é claro, à castanha. Só que, apesar de ser uma fruta bem mais usada no mundo do açúcar, no salgado ela também vai bem.

Dia desses, olhando pra duas bandejas de cajús maduríssimos e perfumados que estavam na geladeira, eu me lembrei de uma moqueca com cajú maduro (não era de castanha de cajú verde) que comi há uns 30 anos num restaurante coberto de sapé e pé na areia no Rio Grande do Norte.

A tal moqueca vinha numa gamela de barro e levava pedaços suculentos de caju e camarões cozidos com cebola, tomate, pimentão num caldo saboroso e perfumado com o suco do próprio cajú e o leite de coco, tudo com bastante coentro e ainda com a textura deliciosa das castanhas de caju grosseiramente picada. Não deu outra, tirei do freezer um pacotinho de camarões médios já limpos (sempre tenho um pouco, pois são ótimos pra refeições mais requintadas de última hora) e preparei a minha moqueca de cajú.

Num outro dia, fiz a mesma coisa usando camarões secos e a moqueca também ficou deliciosa.

Deixando os camarões de lado, vegetarianos e veganos ficam com um prato maravilhoso e diferente.

Arroz branco de todo dia, uma farofa amarelinha de dendê e pimenta fresca completam a refeição, só fica faltando a praia… Falando nisso, moqueca é sempre perfeita pra refeição na praia, tudo fácil e rápido.

Assim como fiz na moqueca de banana da terra, preferi refogar os ingredientes, e não só colocar tudo na panela como muita gente faz, já que com o refogado o prato fica bem mais saboroso. Com o dendê e o coentro acontece o de sempre: a receita fica maravilhosa com eles, mas quem não é muito fã pode usar azeite de oliva e salsinha no lugar, apesar do resultado final ser bem diferente.

Ingredientes

  • 1 cebola média em cubinhos (150 g)
  • 1 dente de alho picadinho
  • 1 colher (chá) de gengibre ralado
  • ½ xícara (chá) de pimentão verde em cubinhos (1/3 de pimentão)
  • ½ xícara (chá) de pimentão vermelho em cubinhos (1/3 de pimentão)
  • 2 tomates maduros, sem sementes, em cubinhos
  • 6 cajús maduros, lavados e com casca
  • 1 e ½ de xícara (chá) de leite de coco (360 ml)
  • 12 camarões secos lavados
  • 4 colheres (sopa) de coentro ou salsinha picadinha (4 ramos)
  • ¼ de xícara (chá) de castanha de cajú grosseiramente picada
  • Azeite de oliva
  • Azeite de dendê
  • Sal

Opcional

  • pimenta fresca, em conserva ou molho de pimenta pra juntar à moqueca

Preparo

Regue o fundo de uma panela média com um fio de azeite de oliva e um fio de azeite de dendê. Acrescente a cebola, o alho, o gengibre, os pimentões, um pouquinho de sal e espere perfumar.

Enquanto isso, descarte as castanhas dos cajus e corte cada um deles em rodelas finas e depois ao meio.

Misture o tomate, espere murchar por 1min e junte o cajú. Espere aquecer por uns 2min, acrescente o leite de coco e mais um pouco de sal e tampe a panela.

Enquanto isso, coloque os camarões inteiros e ainda com casca numa panelinha com água até cobrir e aqueça. Quando ferver, descarte a água, cubra de novo com água limpa e aqueça de novo. Logo que ferver, descarte a água e, assim que possível, reserve 4 camarões com casca pra decorar, descasque e pique os demais em pedaços pequenos.

Mantenha em fogo médio por uns 10min, até que o caju esteja cozido e o molho esteja encorpado e saboroso (se estiver muito espesso, junte um pouco de água).

Junte os camarões picados e a castanha, acerte o sal, regue com um fio de dendê, espalhe por cima o coentro, se quiser junte um pouco de pimenta fresca picada, e retire do fogo.

Divida a moqueca entre 4 cumbucas, coloque 1 camarão inteiro em cada uma e sirva com arroz branco de todo dia, farofa amarelinha de dendê e pimenta.

Deixe uma resposta

O seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *