Adicionar à minha lista

Mandioca frita

Ana Bacellar

Mandioca frita é unanimidade no Brasil, todo mundo adora e muitos acham que ela é ainda mais gostosa que batata frita (eu sou desse time!).

Vai bem tanto no momento boteco, com cerveja gelada, suco, guaraná ou caipirinha, como no almoço ou jantar.

Já servi mandioca frita pra vários franceses, que se renderam aos seus encantos.

Como nem sempre é possível encontrar a mandioca nota-dez, que se desmancha na boca de tão macia, é supersaborosa e fica ultracrocante quando frita, vale aproveitar o tempo das melhores mandiocas (de maio a agosto, os famosos meses sem “r”), comprar um bom tanto, cozinhar e congelar pro ano todo.

Hoje em dia, é fácil comprar mandioca descascada, mas se quiser comprar inteira pra limpar em casa, basta fazer um corte superficial ao longo da raiz até sentir que perfurou a pele marrom e a casca grossa e rosada abaixo dela, depois, ainda com a faca, levantar um dos lados cortados, pra soltar e descartar as duas camadas, deixando só a polpa branca. Então, é só cortar em pedaços de uns 8 cm, cozinhar em água fria com sal até mudar de cor e de textura e ficar macia, depois escorrer, dividir os toletes ao meio e descartar o fio duro central, secar e fritar (mas eu também adoro comer mandioca cozida bem quente com manteiga e sal).

Tendo mandioca já cozida, fritar é coisa de, no máximo, 30min. Eu gosto de mandioca bem crocante e dourada, cheia de casquinhas, por isso frito mais, mas há quem goste dela mais macia.

Ingredientes

  • 800 g de mandioca cozida em pedaços (quente, em temperatura ambiente, fria ou mesmo congelada)
  • 900 ml de óleo vegetal
  • Sal

Preparo

Aqueça o óleo numa panela ou frigideira grande, mergulhe com cuidado no máximo 10 pedaços de mandioca por vez.

Com a escumadeira, vá banhando os pedaços com óleo, e frite até que esteja dourada e crocante (uns gostam mais clarinha; outros, como eu, preferem bem dourada, com aqueles crespinhos irresistíveis).

Escorra, seque sobre papel absorvente, polvilhe com sal e sirva.

2 Comentários

  1. 1

Deixe uma resposta

O seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *