Adicionar à minha lista

Gratinado de batata e alho-poró

Ana Bacellar gratinado de batata com alho-poro

Quem gosta de um gratinado de batata e de alho-poró vai se encantar pela receita do gratinado de batata e alho-poró. Ele é tão saboroso e cremoso que é perfeito pros dias mais frios, puro aconchego.

Eu não resisto a uma colherada e também a mais uma e a mais uma, tanto que, enquanto a maioria come como acompanhamento, eu acabo que ficando só com ele, no máximo pego um pouco de salada. Gosto tanto de um bom gratinado que a receita do gratinado clássico de batata faz parte do dia a dia daqui de casa.

Mas gratinado de batata não precisa ter só batata, pois batata vai bem com outras coisas. Como alho-poró e batatas têm tudo a ver e fazem parte da lista de combinações clássicas, basta usar alho-poró no gratinado e ficar com uma receita diferente e que faz sucesso. Vale a pena experimentar.

Dicas para o gratinado

Lavar ou não lavar as batatas depois de cortar em rodelas é uma polêmica, uns defende ardorosamente que a fécula da batata deixa o gratinado mais pesado, com uma goma e sempre lava, outros juram que é esse grudezinho que dá a liga ao prato perfeito. Eu não lavo, mas é uma escolha pessoal.

Há quem use o alho-poró cru na hora de montar as camadas, mas fiz diferente. Testei e experimentei bastante e concluí que quando a gente refoga o alho-poró na manteiga e deixa murchar no fogo, o sabor fica muito melhor. Esse refogado inicial não dá trabalho, leva uns 5min e compensa.

Quanto ao queijo, o gruyère é o clássico, mas nada impede que se use qualquer outro queijo que derreta bem.

O bom de assar devagar é conseguir que a batata vá cozinhando aos poucos no leite e no creme de leite e, no final, tudo se integre com muito sabor e cremosidade, nada a ver com os gratinados básicos feitos com batata cozida e molho branco que muita gente prepara.

Embora ache que o gosto da batata acabe mudando um pouco, dá pra preparar até na véspera e aquecer na hora de servir. Eu prefiro montar o gratinado de batata e alho-poró direto no refratário, deixar ainda cru na geladeira por até 6h e levar ao forno 1h antes de servir.

Pode ser um acompanhamento pra um grelhado ou o prato principal de uma refeição vegetariana. O alho-poró deixa o gratinado muito especial e faz com que a receita seja perfeita pra receber.

Ingredientes

  • 50 g de manteiga em cubinhos
  • 1 e ¼ de xícara de leite (300 ml)
  • 1 e ¼ de xícara de creme de leite fresco (300 ml)
  • 6 batatas médias (1 kg)
  • 2 alho-porós, a parte branca, em rodelas finíssimas
  • 1 e ¼ de xícara (chá) de queijo gruyère ralado grosso (150 g)
  • Sal
  • Noz-moscada

Preparo

Aqueça o forno a 200ºC (alto). Separe um refratário grande, o mesmo que irá à mesa, e unte bem com manteiga. Reserve.

Numa tigela misture o leite, o creme de leite, sal e umas 3 raspadas de noz-moscada, reserve.

Descasque a batata e corte em rodelas de 0,5 cm (lavar ou não lavar é uma questão bem pessoal, sem lavar a batata solta mais amido e o resultado final é um pouco mais cremoso – eu prefiro assim).

Reserve.

Numa frigideira grande, aqueça 1/3 da manteiga, junte as rodelas de alho-poró, mais ou menos 1 colher (chá) de sal e deixe no fogo por uns 5min, só até murchar e o líquido começar a secar. Retire do fogo e comece a montagem.

Faça camadas de batata e de alho-poró no refratário, polvilhando com sal e alternando com a manteiga e o queijo e regue com a mistura do leite.

Cubra com papel-alumínio, leve ao forno por uns 45min ou até que a batata esteja bem macia (espete com a lâmina de uma faca pra testar).

Retire o papel, aumente a temperatura pra 200ºC (médio-alto) e deixe gratinar por uns 15min, até conseguir uma crosta bem dourada.

Retire do forno e sirva em seguida.

6 Comentários

  1. 1
  2. 3
    • 4

      Genia, bom dia!
      Obrigada pelo carinho.
      Só pra você saber: se a questão for a lactose, a receita funciona muito bem com leite e queijo sem lactose.
      Conte sempre com a gente!
      Abraços, Ana e Helô

  3. 5
    • 6

      Norma, bom dia!
      Não vai tomate, o dourado vem só do queijo e depende do queijo escolhido, pois cada um doura de um jeito.
      Conte depois pra gente como ficou.
      Abraços, Ana e Helô

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *