Adicionar à minha lista

Frango cremoso com milho verde

Ana Bacellar frango cremoso com milho verde

Na casa da minha mãe, desde os anos 1970, frango cremoso com milho verde nunca faltou, e às vezes era prato de receber “visita”. O mesmo acontecia nas casas em geral, só que, como sempre, uns eram bem gostosos. Tinha uns básicos e idênticos e outros eram nada emocionantes.

Essa nadas emocionantes pecavam pelos excessos de creme e queijos. Havia uma versão que rodava pelo mundo e levava creme, queijo e maionese… Ou usavam pedaços de frango não bem cortados, com peles e cartilagens e, ainda por cima, só quase que cozidos, sem refogados e temperos.

As versões do frango

As básicas eram aquelas sempre iguais, com os mesmos temperos e condimentos na panela com peito de frango. Muitas vezes branquelo e exatamente os mesmos milho em conserva e o creme de leite.

As gostosas eram preparadas com temperos caseiros, normalmente cebola e alho, refogados na manteiga, que depois recebiam tiras de frango limpas, daqueles que a gente come de olhos fechados, e bem cortadas pra evitar a textura borrachenta (sempre no sentido contrário das fibras). Quando o frango dourava, entrava na panela uma bebida pra perfumar, dar sabor e soltar do fundo todo o grudadinho que dá gosto e aroma ao prato. Vinham, então, o molho de preferência feito em casa, ou cubinhos de tomate sem as sementes, o milho verde (fresco ou em conserva), aí tudo fervia e encorpava, depois era só acertar o sal e a pimenta, juntar o creme de leite, cheiro verde e servir.

Na verdade, essas versões gostosas têm as mesmas bases de um strogonoff saboroso, só que são normalmente feitas com peito de frango e com milho verde no lugar dos cogumelos (que eram sempre em conserva).

O passo a passo

É claro que, como eu gosto de comida saborosa pra valer, faço tudo pra deixar a receita verdadeiríssima. Começo aquecendo a manteiga e um fio de azeite, douro de leve a cebola, junto o alho e espero perfumar. Então acrescento um tico de açúcar pra dar uma leve caramelizada, adicione as tiras de frango temperadas com sal, páprica doce e já polvilhadas com a farinha de trigo, que encorpa o molho.

Quando o frango ganha um dourado uniforme, junto vinho branco, e não whisky ou conhaque, como faço no strogonoff, pois peito e milho verde são mais suaves. O vinho borbulha na hora, então raspo o fundo da panela com a colher pra soltar tudo, que é puro sabor, espero uns 2min até o vinho quase que todo evaporar, junto a água pra cozinhar o frango, o molho de tomate e o milho, deixo no fogo por uns 10min, até o frango amaciar, acerto os temperos, adiciono o creme de leite, as ervas e pronto.

Quanto ao milho verde, tudo depende da estação do ano e do que se tem na despensa. Na época de milho verde bem macio, eu retiro os grãos da espiga e uso (no máximo, a receita levará uns 5min a mais no fogo pro milho cozinhar e amaciar). Se não tenho milho fresco, abro uma lata, descarto o líquido e uso, ou abro um pacote de milho congelado.

Se uso creme de leite fresco, posso deixar o molho ferver por uns 5min pra encorpar. Quando uso creme de leite em lata ou em caixinha, eu coloco o creme na panela, misturo pra conseguir um molho homogêneo e retiro do fogo quando surgem as bolhinhas nas laterais, antes de ferver pra valer, pois muitos cremes talham quando o molho ferve. Na falta de creme de leite (e isso também acontece comigo), uso no lugar dele umas 2 colheradas fartas de requeijão de copo comum, só espero diluir bem e levantar fervura. Ah, e a receita fica perfeita com creme de leite ou requeijão sem lactose no lugar dos comuns, já fiz muitas vezes e alegrei alguns intolerantes.

A receita vai muito bem com batata palha e arroz branco de todo dia.

Ingredientes

  • 500 g de peito de frango limpíssimo e em tirinhas finas
  • 1 colher (chá) de páprica doce
  • 1 colher (sopa) de farinha de trigo (aproximadamente 15g)
  • 25 g de manteiga
  • 1 cebola média picada (150 g)
  • 1 dente de alho picadinho
  • 1 colher (chá) de açúcar
  • 1/3 de xícara (chá) de vinho branco (80 ml)
  • 1 xícara (chá) de água (240 ml)
  • 2 colheres (sopa) de molho pronto de tomate (40 g)
  • 1 e ½ xícara (chá) de milho verde fresco, em conserva ou congelado (aproximadamente 250 g)
  • 1 xícara (chá) de creme de leite fresco ou 1 lata de creme de leite sem soro
  • 2 colheres (sopa) de salsinha e cebolinha picadas (1 ramo de salsinha e 1 fio de cebolinha)
  • Azeite de oliva
  • Sal
  • Pimenta-do-reino

Preparo

Numa tigela média, misture o frango, mais ou menos 1 colher (chá) de sal, a páprica e a farinha de trigo, reserve.

Numa frigideira grande, aqueça a manteiga e um fio de azeite.

Junte a cebola, misture e espere começar a dourar, acrescente o alho, espere perfumar, então polvilhe com o açúcar pra dourar mais um pouquinho, mas sem escurecer demais.

Junte o frango e, mexendo de vez em quando, deixe dourar de todos os lados.

Acrescente o vinho branco e mexa com a espátula pra soltar tudo o que estiver grudado na panela.

Adicione a água, o molho de tomate, o milho verde e deixe no fogo por uns 10min, até o frango ficar bem macio.

Junte o creme de leite, ajuste o sal, acrescente a cebolinha picada e sirva.

Vai bem com batata palha e arroz branco de todo dia.

5 Comentários

  1. 1
    • 2

      Mariane, bom dia!
      Que mensagem gostosa, incentiva o nosso trabalho, dá vontade de estudar, pesquisar, testar, escrever e fotografar muitas outras receitas.
      Continue acompanhando o Na Cozinha da Helô pelo site, youtube e instagram, pois todo dia tem novidade.
      Abraços, Ana e Helô

  2. 3
  3. 4
    • 5

      Luciana, boa noite!
      Conte depois pra gente como ficou. A receita é simples de preparar e deliciosa, vai bem no dia a dia, mas naqueles mais especiais também.
      Abraços, Ana e Helô

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *