Adicionar à minha lista

Docinho de abacaxi tradicional

Ana Bacellar docinho de abacaxi tradicional

A receita de docinho de abacaxi tradicional pra aniversário é antiga pra valer. Quando eu era criança, mesa de aniversário sempre tinha que ter docinho de abacaxi e eu adorava, pois sempre amei abacaxi. É um docinho muito brasileiro, mas que ficou meio que esquecido. Que tal voltar com ele pra lista dos docinhos do próximo aniversário?

É claro que um docinho de abacaxi dificilmente será tão popular como um brigadeiro, mas vale a pena variar e experimentar.

A receita, que aparece em muitos livros e cadernos de receita de avós e bisavós, leva apenas abacaxi, coco ralado, açúcar comum na massa, manteiga pra untar as mãos na hora de enrolar e açúcar cristal pra envolver os docinhos pronto. As receitas antigas costumam dizer pra cortar as folhas em tirinhas finas e espetar umas 2 ou 3 num dos lados do doce modelado meio que ovalado pra ficar com jeito de abacaxi. Mas, pra variar, no dia da foto, eu deixei as tirinhas de folha e as forminhas de papel de lado e apoiei cada doce sobre uma folha miúda que separei da coroa do abacaxi e ficou lindo.

Pro docinho ficar saboroso, é importante escolher um abacaxi maduro e perfumado. Se o abacaxi ainda estiver verde, ou sem gosto e sem aroma de abacaxi, o docinho ficará simplesmente sem graça. Meio abacaxi grande costuma ser suficiente pra conseguir as 3 xícaras de abacaxi em cubinhos, mas tudo vai depender do tamanho do abacaxi que você encontrar. Sirva o restante do abacaxi picado e fresco, ou como suco, ou use pra preparar o bolo bem abacaxis ou piña colada.

Com coco ralado fresco a receita fica mais gostosa ainda, mas dá também pra usar coco seco.

O açúcar cristal deixa os docinhos lindo e brilhantes e dá uma textura que faz a diferença.

O preparo é simples, mas como acontece com quase toda receita de docinho de festa, o importante é cozinhar a massa com atenção. Eu misturo o abacaxi com o açúcar e o coco numa panela média e mexo até o açúcar dissolver, então levo ao fogo e deixo o abacaxi cozinhar em fogo médio por 5 a 10min, até amolecer e o líquido quase secar. Durante essa primeira fase do cozimento, não costumo mexer sem parar, dou só umas misturada de minuto em minuto pra evitar que o doce comece a grudar na panela, dourando por baixo, mas ainda com líquido por cima. Depois desse tempo, que não dá pra calcular com precisão, pois uns abacaxis têm polpa mais firme, outros soltam muito líquido, e as panelas também variam muito, tanto no tamanho, como no material, e cada fogão tem um jeito, o doce começar a secar e aí todo o cuidado é pouco. Quando o líquido quase que seca, eu passo a mexer sem parar e continuo assim até o doce ficar encorpado, soltando da panela (como acontece com brigadeiro no ponto de enrolar) e com um dourado claro e brilhante.

Quando o docinho de abacaxi tradicional chega ao ponto, é preciso despejar imediatamente num refratário untado com manteiga (mas também pode ser óleo e a receita vira vegana), cobrir com um pano limpo e deixar em temperatura ambiente por pelo menos 3h pra esfriar e firmar. Pra adiantar a vida, também dá preparar a massa uns 3 dias antes da festa e modelar os docinhos com calma.

Se, depois de esfriar e de firmar, percebo que o doce passou um pouco do ponto e ficou puxa-puxa demais (e isso já aconteceu mais de uma vez…), eu simplesmente respiro, volto com o doce pra panela com ¼ de xícara de água, aqueço de novo mexendo sem parar só pra dissolver e ficar homogêneo, retiro do fogo assim que isso acontece, coloco num outro prato untado e deixo esfriar de novo.

Na hora de modelar, eu unto as mãos com um pouco de manteiga, ou com óleo se tenho veganos pra agradar, pego porções de massa com uma colher (chá) não muito cheia e enrolo como uma bolinha ou dando um formato ovalado. Em seguida, rolo os docinhos no açúcar cristal. Quando vou servir em seguida, já coloco os docinhos sobre as folhas de abacaxi, ou decoro com as tirinhas feitas com as folhas do abacaxi e coloco na forma de papel.

Mas quando preparo a massa e modelo o docinho de abacaxi tradicional com antecedência, deixo todos num pote fechado em temperatura ambiente e decoro pouco antes de servir. Também já congelei os docinhos prontos por até 1 mês e eles continuaram perfeitos (só retirar do freezer e, sem abrir o pote, pra não melar, deixar descongelar naturalmente por umas 2h).

Ingredientes

  • 3 xícaras de abacaxi maduro em cubinhos (normalmente, 1/2 abacaxi grande já descascado)
  • 1 xícara de coco ralado fino, fresco de preferência (100 g, ou use coco seco)
  • 1 e 1/3 xícara de açúcar (200 g)
  • Manteiga pra untar (ou óleo)
  • 1 xícara de açúcar cristal pra rolar os docinhos, aproximadamente

Preparo

Reserve as folhas miúdas da coroa pra decorar os docinhos.

Numa panela média, misture o abacaxi com o coco e o açúcar até dissolver. Aqueça e, mantendo em fogo médio e mexendo de minuto em minuto, cozinhe até o abacaxi ficar bem macio e o líquido quase que secar (o processo levará de 5 a 10min, o tempo vai depender da polpa do abacaxi, umas bem firmes, outras com bastante líquido).

Enquanto isso, unte um refratário pequeno com manteiga e reserve (pra conseguir um docinho vegano, só deixar a manteiga de lado e untar com óleo).

A partir desse momento, comece a mexer sem parar pra não grudar e nem queimar no fundo, e cozinhe por mais uns 15min, até o doce encorpar, a massa começar a se soltar da panela, brilhar e ficar com um dourado claro (se dourar demais, o doce vai caramelizar e ficar muito puxa-puxa). Mas não se aflija, pois se o doce passar do ponto, e será fácil de perceber quando ele começar a esfriar (ficará bem firme), só voltar com ele pra panela com ¼ de xícara de água, aquecer sempre mexendo até dissolver e retirar do fogo.

Quando o doce chegar ao ponto, despeje no refratário untado, cubra com um pano limpo e deixe em temperatura ambiente por umas 3h pra esfriar e firmar. Se preferir, prepare a massa com até 3 dias de antecedência.

Pra moldar, unte as mãos com um pouco de manteiga (ou de óleo), pegue porções de massa com uma colher (chá) e enrole como uma bolinha ou dando um formato ovalado, que lembre um abacaxi.

Coloque o açúcar cristal num prato fundo e role nele os docinhos. Pra decorar, corte tirinhas miúdas de folha do abacaxi, coloque duas ou três na ponta de cada docinho e transfira para as forminhas de papel, ou deixe as forminhas de papel de lado e sirva sobre folhas miúdas de abacaxi.

Guarde os docinhos num pote fechado em temperatura ambiente por 2 ou 3 dias (ou congele até mesmo com as forminhas por 1 mês e, sem abrir o pote, para não melar, deixe descongelar naturalmente).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *