Adicionar à minha lista

Cuscuz gelado de tapioca

Quase desisti dessa receita tão nordestina e gostosa, que aparece em cafés-da-manhã, lanches ou sobremesa, mas também vive em tabuleiros pelas ruas pra quem quer comprar aos pedaços.

Experimentei sei lá quantas versões, sempre com tapioca granulada e leite de coco, mas também com leite quente ou frio e açúcar ou com leite condensado. Fazia tudo como as receitas sugeriam, mas o resultado saboroso e macio não acontecia. Aumentava e diminuía o leite e o açúcar ou o leite condensado, mas não funcionava, depois do repouso a tapioca inchava e o cuscuz ficava pesado demais, nada agradável.

Só que eu sou teimosa e curiosa e, um dia, ouvi dizer que com água o cuscuz dava mais certo, que ficava no ponto de cortar, mas sem perder a cremosidade tão sonhada. Além do leite de coco, algumas receitas diziam pra usar água e leite condensado, outras ficavam com água e açúcar.

Fui de novo pra cozinha, e, pra minha alegria, a água realmente funcionou. Concluí que o leite condensado não acrescentava muita coisa e que, água, leite de coco e açúcar bastavam pra dar vida e cremosidade à tapioca.

Aí mexi na quantidade do açúcar, que muitas vezes era bem exagerada, e cheguei a um tanto que, pelo menos pra mim, dá graça ao cuscuz, mas deixa o doce “doce” na medida (se quiser menos doce, dá pra diminuir mais 1/3 de xícara e usar só 1 xícara de açúcar).

Pra ficar com um cuscuz de cortar, mas macio, percebi que o repouso deve ser feito em três etapas: primeiro só tapioca, açúcar e água por 10min (esse início só com água, sem o leite de coco que é mais gorduroso e retarda o processo, faz bastante diferença); depois do leite de coco, é importante deixar 1 hora em temperatura ambiente, ela continua inchando com tranquilidade e chega ao volume ideal; só aí vai pra geladeira por mais 3h e firma.

Apesar de um pouco demorado pra servir, o processo é muito simples e o preparo mal leva 15min, tudo sem fogo, só mesmo de misturar.
Um doce muito fácil, prático e brasileiríssimo.

Depois de pronto, basta salpicar a superfície com coco ralado, fresco de preferência e servir. Os fanáticos por leite condensado até podem regar os pedaços do cuscuz com ele, mas não acho que seja necessário. Se for pra regar, eu prefiro o toque da baba de moça.

Ah, use um bom leite de coco, ele dá sabor ao doce.

Ingredientes

  • 1 e 2/3 de xícara (chá) de tapioca granulada (250 g)
  • 1 e 1/3 de xícara (chá) de açúcar (200 g)
  • 1 e 1/3 de xícara (chá) de água (300 ml)
  • 1 xícara (chá) de leite de coco (240 ml)
  • Coco fresco ralado pra salpicar

Preparo

Numa tigela grande, misture bem a tapioca e o açúcar, depois junte a água e deixe descansar por 10min. Acrescente leite de coco, misture bem e despeje a mistura num refratário médio (a massa ganhará volume depois do repouso).

Deixe a mistura descansar fora da geladeira por 1h.

Ao final do tempo, cubra com filme plástico e leve à geladeira por mais 3h pra firmar.

Na hora de servir, salpique com coco fresco ralado e corte em pedaços.

Sirva gelado.

Se a gulodice for muita, regue com um pouco de leite condensado.

10 Comentários

  1. 1
  2. 3
    • 4

      michelle, tente aumentar a quantidade do leite em 1/2 xícara (e até a 1 xícara). as tapiocas também variam, algumas são ficam mais macias, o meu ficou de cortar, mas macio. depois você me conta!

  3. 5

    Vou testar essa receita. Já fiz duas que levavam leite, mas sempre substitui por leite de coco porque não gosto de leite. E também acrescentava coco ralado na preparação, não somente encima do cuscuz. Será que posso incluir nessa também? Adoro coco!

  4. 7
    • 8

      Oi, Maria! Quanto à água, ela pode diminuir um pouco se preferir mais firme. Eu deixei assim pra ficar com mais consistência de arroz doce ou manjar. Mas quanto ao azedo, sinto muito, mas é da tapioca. Há várias qualidades, a isopor dificilmente tem azedinho e o leite de coco também pode contribuir pro problema. Beijos!

  5. 9

Deixe uma resposta

O seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *