Adicionar à minha lista

Crêpe

A receita é clássica, leva vários ovos e bastante leite e, portanto, dá crêpes finas, leves e rendadas nas bordas.

Eu gosto de usar leite, acho que elas ficam mais saborosas, mas a receita também dá certo com água. Assim, com água e substituindo a manteiga por ¼ de xícara (chá) de óleo vegetal, a receita agrada intolerantes à lactose e veganos.

Decidi dar uma receita bem básica, que só leva farinha, sal, ovo, leite e manteiga e, por ser neutra, aceita coberturas doces ou salgadas. Se preferir a massa doce, basta juntar 1/3 de xícara (chá) de açúcar e aromatizar com 1 colher (chá) de essência de baunilha ou 1 colher (sopa) de água de flor de laranjeira ou 1 colher (sopa) de rum ou de vinho do Porto ou raspas de limão ou de laranja.

A massa pode ser misturada numa tigela com um batedor de arame e passada por uma peneira pra eliminar qualquer grumo, mas também pode ser batida no liquidificador, sempre prático e rápido. Como a massa agitada pelas mexidas dá crêpes mais elásticas, vale sempre respeitar o repouso de 30min na geladeira antes de começar a fritar (se quiser, prepare a massa até na véspera e guarde na geladeira).

Fritar crêpes numa frigideira com um bom revestimento antiaderente é essência, pois só costuma ser necessário colocar um tiquinho de manteiga quando se prepara a primeira, depois a frigideira vai ficando engordurada com a manteiga da massa e não é preciso juntar mais nada.

É fundamental fritar a primeira crêpe com a frigideira já bem quente, as chances dela grudar ou de ficar meio feiosa diminuem bastante (mas não desanime se isso acontecer, é normal com a “primeira” de cada rodada, a segunda dá certo).

Também é importante saber que só fritando uma ou duas você conseguirá perceber a quantidade de massa que é suficiente pra forrar com uma camada fina o fundo da sua frigideira e, depois que se pega o jeito, tudo se resolve. Pra medir massa, sempre uso uma concha pequena usada pra servir molho, costuma ser uma boa medida.

Conforme for fritando, passe as crêpes prontas pra um prato, fazendo uma pilha, e cubra com papel alumínio pra que continuem quentes e não ressequem.

Quando quero rechear uma pra servir na mesma hora, eu preparo a crêpe normalmente, só que ainda viro mais uma vez pra finalizar com o lado dourado pra baixo na frigideira, aí espalho o recheio por cima, cubro a frigideira por uns minutinhos, o bastante pra aquecer o recheio e, se for o caso, derreter o queijo, aí dobro e sirvo.

Quando quero fazer crêpes pra rechear com cremes de espinafre, cogumelos, aspargos, milho, frango, palmito, camarão ou carne moída, faço todas de uma vez, depois recheio e espalho os rolinhos ou leques num refratário untado, então rego com um molho de tomate ou um molho branco ou só espalho um pouco de queijo por cima e levo ao forno pra aquecer e gratinar. Faço a mesma coisa com as que sobram quando faço bastante, aí já garanto a refeição do dia seguinte.

Um almoço ou um jantar só de crêpes é sempre divertida e todos podem ajudar. Deixando a massa pronta e os recheios em potinhos, cada um pode preparar a sua e rechear como quiser. Pra isso acontecer de forma tranquila, e não demorar uma eternidade, vale a pena ter duas ou três frigideiras iguais ou parecidas, ganha-se muito tempo.

Quando sei que não terei ajuda, ou que a refeição não envolverá o processo de preparar as crêpes, eu frito todas elas com umas duas horas de antecedência, mas sem deixar dourar muito, cubro com papel alumínio e, na hora de servir, passo cada uma delas rapidinho pela frigideira e depois recheio.

As que sobram ainda podem ser reaquecidas na frigideira ou no micro-ondas no outro dia.

Sirva com geléia, manteiga, queijo cremoso, mel, melaço de cana, maple, pasta de chocolate com avelã, brigadeiro, doce de leite, goiabada, rodelas de banana, morango (com calda de chocolate ficam deliciosas), queijo e presunto, atum em conserva, carne moída, carne seca, recheios cremosos de frango, espinafre, cogumelos, camarões, ricota… O céu é o limite!

Como as crêpes permitem várias dobras, dá pra mudar bastante a apresentação dos pratos:

meia-lua: espalhe o recheio sobre a crêpe inteira e dobre ao meio como meia lua;

leque: espalhe o recheio sobre a crêpe inteira, dobre ao meio como meia lua e depois ao meio de novo;

rolinho com jeito de rocambole: espalhe recheio sobre a crêpe inteira e enrole com rocambole pressionando bem (se quiser, depois corte em fatias);

rolo: coloque uma tira de recheio perto do centro da crepe, cubra com uma lateral da massa e enrole até;

bolo de crêpe: coloque uma crêpe sobre o prato em que irá à mesa, espalhe uma camada bem fina de recheio, cubra com outra crêpe e siga alternando camadas e termine com crêpe (na França, até os bolos de crêpes só polvilhadas com açúcar fazem sucesso);

trouxinha: coloque uma colherada de recheio no centro da crepe, junte as bordas como trouxinha e amarre com um fio de cebolinha francesa pra fechar.

Ingredientes

  • 3 xícaras (chá) de leite morno ou água (720 ml)
  • 6 ovos
  • 2 xícaras (chá) de farinha de trigo (240 g)
  • 1 colher (chá) de sal
  • 50 g de manteiga
  • Manteiga pra fritar

Preparo

Pra evitar grumos, peneire a farinha com o sal sobre uma tigela grande, junte os ovos e o leite morno e a manteiga derretida e misture com um batedor de arame até obter massa lisa e homogênea (ou simplesmente bata os ingredientes no liquidificador e passe pra uma tigela).

Cubra com filme plástico e leve à geladeira por 30min pra repousar e conseguir crêpes mais leves.

Aqueça bem a frigideira, espalhe ½ colher (chá) de manteiga, despeje mais ou menos ¼ de xícara de massa e movimente a frigideira bem rápido para espalhar e conseguir uma crêpe fininha e uniforme. Espere dourar nas bordas e a crepe se soltar da frigideira e vire pra dourar do outro lado por uns 30s.

Pra virar: uma espátula pequena pode ajudar, mas com o tempo você pode pegar o jeito de virar direto na frigideira, basta movimentar a frigideira com um pouco de força primeiro pra frente e depois pro alto, o suficiente pra fazer com que a crêpe dê um salto, pule e vire.

Passe a crêpe pronta pra um prato e prepare a seguinte (provavelmente não será necessário juntar mais manteiga). Cubra as crêpes prontas com papel alumínio pra manter tudo bem quentinho e evitar que elas ressequem.

As crêpes ficam mais macias quando preparadas e servidas em seguida, mas dá pra fazer na véspera, guardar na geladeira e aquecer na frigideira ou no microondas antes de servir.

Sirva com geléia, manteiga, queijo cremoso, mel, melaço de cana, maple, pasta de chocolate com avelã, brigadeiro, doce de leite, goiabada, rodelas de banana ou morango (com calda de chocolate ficam deliciosas), queijo e presunto (nesse caso, coloque as fatias de queijo e presunto sobre a crêpe já dourada na frigideira para o queijo derreter), atum em conserva, carne moída, carne seca, recheios cremosos de frango, espinafre, cogumelos, camarões, ricota… O céu é o limite!

Deixe uma resposta

O seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *