Adicionar à minha lista

Como fazer trufa de chocolate bem fácil

trufa-de-chocolate

Quem nunca comeu ou ganhou uma caixinha com trufas gulosas de chocolate, ou recebeu ao menos uma miudinha no pires com o café levanta a mão? Elas viraram febre a partir de meados dos anos 1980, no início apareciam só em lojas, confeitarias e restaurantes especiais ou focados em chocolate e, depois, foram se espalhando tanto que deixaram de causar aqueles “uaus” que tanto causavam.

É verdade que muitas das trufas que se vê por aí não são nada de fora de série e pouco impressionam, sem falar daquelas que levam “chocolates” que nem chocolate são e baunilhas que, de tão artificiais, têm aromas de todos os tipos, menos os da baunilha. Mas uma trufa preparada com um bom chocolate merece uma mordida gulosa e pode, sim, causar um tanto de “uaus”. Eu realmente adoro morder uma trufa com aquela camada de cacau em pó que, de tão esvoaçante, suja de chocolate até a ponta do nariz, e com a parte de dentro cremosa na medida certa e o gosto chocolatíssimo que tanto me encanta. por fora e a parte de dentro bem cremosa e com muito gosto de chocolate. Afinal de contas, eu adoro chocolate!!!!

O chocolate é o que mais importa, ele faz a diferença entre uma trufa de verdade e uma nada de mais. Com a receita que vai aqui, que é muito simples de preparar e leva pouquíssimos ingredientes, é possível fazer, em poucas horas, umas 20 trufas médias e servir como sobremesa, acompanhando café ou chá, ou simplesmente quando der vontade de chocolate, além de ser um bom presente. Na verdade, pra presentear, só é importante pensar no calor que faz por aqui, pois elas são bem sensíveis e não só podem amolecer um pouco, como também, com a umidade, absorvem a camada de chocolate em pó que envolve a parte cremosa e ficam borradas, sem vida.

Receitas também não faltam. As trufas de puro chocolate começam com uma ganache – a mistura clássica de chocolate em barra e creme de leite – ou com uma base cremosa, também super tradicional, de chocolate em barra e manteiga. O chocolate pode ser do mais amargo, quase puro cacau, ao bem leitoso e mais doce, e a bebida alcoólica que costuma entrar na mistura, pode ser conhaque, whisky, cachaça, licor ou mesmo uma boa essência. E, pra rolar e finalizar a trufa, vale usar chocolate ou cacau em pó, sendo o chocolate em pó um pouco mais suave e mais amarronzado e o cacau em pó mais intenso e escuro.

Pensando nessa trufa simplesmente de chocolate, a parte central é uma porção do creme de chocolate escolhido. Aí vem a primeira possibilidade, que é um pouco mais trabalhosa, mas dá um resultado com mais textura e mais complexo, que é banhar essa porção cremosa com chocolate, que endurece e forma uma casquinha e depois rolar esse bombom no chocolate ou cacau em pó.

Pra facilitar a vida, quer dizer, tanto pra conseguir um recheio cremoso sem tantas dificuldades e pontos, como pra ficar com a receita mais enxuta de “ etapas”, escolhi usar a base de chocolate meio amargo, que não fica enjoativo, manteiga sem sal, um pouquinho de conhaque e chocolate em pó pra rolar, pois sei que são coisas fáceis de comprar. Quem tem crianças ou não gosta de chocolates mais amargos pode ficar com o chocolate ao leite e, também, dispensar as bebidas e usar só essência de baunilha (no post essências incríveis eu ensino várias possibilidades).

Quanto à manteiga: ela tem que ser usada em temperatura ambiente, mesmo!!! O creme dará errado se a manteiga estiver derretida (desanda tudo!) ou se estiver gelada (não mistura direito). Quanto à etapa de derreter o chocolate: o derretimento pode ser feito em banho-maria, mas eu sempre uso a técnica do micro-ondas quando derreto porção de, no máximo, 500 g de chocolate, ou seja, coloco o chocolate apensas quebrado em pedaços numa tigela média e seca, deixo 30 segundos, misturo com uma espátula, deixo mais 30 segundos, mexo de novo e deixo mais um pouquinho, só mesmo até derreter (no máximo, a tarefa leva uns 2 a 3 minutos).

Quanto ao formato: trufas são sempre irregulares, pois parecem os “cogumelos” que nascem sob a terra em alguns lugares do mundo. Por isso, nem se abale em tentar preparar bolinhas perfeitas (com o calor daqui, o creme derrete com o calor das mãos, começa a grudar … tragédia). Rusticidade é a palavra de ordem. Eu pego uma porção com uma colher de café, rolo no chocolate em pó, coloco numa forminha de papel, quando tenho em casa, e sirvo.
Outras coisas: depois de derreter o chocolate e misturar a manteiga, o creme precisa descansar na geladeira por umas 3 horas pra firmar. Só, então, será possível moldar as trufas. O creme se mantém perfeito na geladeira por uns 3 dias, mas as trufas ficam melhores quando moldadas e roladas no dia de servir, principalmente quando o calor aumenta. Elas podem até ficar gostosas geladas, mas a camada de chocolate em pó perde o brilho e a textura na geladeira.

Acho que é isso! Dúvidas: só escrever pra gente!

truga-de-chocolate-facil

Ingredientes

  • 250 g de chocolate meio-amargo em cubinhos (ou mais amargo ou ao leite)
  • 100 g de manteiga sem sal em temperatura ambiente
  • 1 colheres (sopa) de conhaque ou a gosto (ou 1 a 2 colheres de chá de essência de baunilha)
  • ½ xícara (chá) de chocolate em pó (ou cacau em pó, aproximadamente)

Preparo

Coloque o chocolate picado num refratário pequeno, leve ao micro-ondas por 15 segundos, mexa com uma espátula e siga aquecendo e mexendo de 30 em 30 segundos, até que ele derreta completamente (normalmente, esse processo leva, no máximo, uns 3 minutos pra acontecer). Se preferir, derreta o chocolate em banho-maria.

Com cuidado, pois a mistura sai do micro-ondas bem quente, coloque o refratário sobre um pano seco (pra evitar que o contato com uma superfície fria endureça o chocolate), e misture com a espátula até o chocolate ficar lindo, brilhante e irresistível.

Junte a manteiga e mexa até incorporar totalmente e, se for o caso, misture a bebida escolhida.

Espalhe o creme de chocolate num refratário pequeno forrado com filme (uso um refratário ou uma assadeira pequena, de uns 15×20 cm no máximo, ou que acomode o creme numa camada de 1,5 a 2 cm de espessura). Cubra com filme e leve à geladeira para firmar por pelo menos 3 horas, ou até por uns 3 dias.

Coloque o chocolate em pó numa tigelinha.

Retire a base de chocolate da geladeira e descole a placa do plástico. Corte em quadrados ou pegue colheradas de chá e acerte de leve com a ponta dos dedos pra acertar o formato, mas sem se preocupar em conseguir bolinhas perfeitas. A massa é sensível e difícil de enrolar mesmo e trufas são naturalmente irregulares.

Role as trufas no chocolate em pó, coloque em forminhas de papel ou diretamente no prato e sirva.

Se o calor for grande, com temperatura ambiente acima de uns 24ºC, guarde as porções num pote fechado na geladeira e role no chocolate em pó antes de servir.

2 Comentários

  1. 1
    • 2

      Simone, boa tarde!
      Que mensagem gostosa, alegrou o dia.
      Bom saber que as suas trufas deixaram a sua comemoração de dia dos namorados em quarentena mais emocionante.
      Conte sempre com a gente.
      Abraços, Ana e Helô

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *