Adicionar à minha lista

Como fazer quibebe de abóbora

Ana Bacellar como fazer quibebe de abóbora

Hoje vou te ensinar como fazer quibebe de abóbora pra todo dia, exatamente como faço na minha casa. É simples, rápido, colorido, nutritivo, prático, econômico e delicioso. Uma colherada farta de quibebe vai bem com arroz de todo dia (veja o vídeo), feijão de todo dia (veja o vídeo), couve refogada (veja o vídeo), farofinha de 5 minutos (veja o vídeo), farofa de castanhas nossas e muito mais.

Em casa, como o Carlos e eu amamos doce de abóbora com coco, e sem coco também, vira e mexe eu compro uma abóbora de pescoço, ou menina, inteira, descasco e faço doce, quibebe e bolo de abóbora com coco.

Também dá pra fazer com abóbora moranga, que é um pouco mais aguada (e linda!!!) e com a cabotiá, que é a abóbora japonesa, que eu amo e uso bastante pra fazer abóbora assada com azeite e ervas, mas dá consistência mais cremosa ao quibebe.

O tempero do quibebe depende do gosto de cada um, quer dizer, quem ama cebola e alho coloca os dois, ou capricha mais num ou no outro, ou deixa um deles de lado.

O processo de como fazer o quebebe de abóbora é simples, basta aquecer a gordura, que pode ser óleo vegetal comum, azeite de oliva, manteiga e até bacon pra quem quer enriquecer o quibebe, refogar os temperos, juntar a abóbora em cubos médios, sal e cozinhar em fogo baixo e com a panela semi tampada até ela amolecer. O tempo varia um pouco, depende do tipo da abóbora, dela estar mais ou menos seca, mas não passa de 30min. Como cada abóbora cozinha de um jeito e, às vezes, a quantidade de líquido que sobra na panela é grande, eu costumo voltar pro fogo bem forte, destampar a panela e deixar secar um pouco.

Há quem junte água ou caldo de legumes pra que a abóbora cozinhe ainda mais, mas eu acho desnecessário, prefiro a abóbora cozida devagar na própria água. No final, só ajustar o sal, pois quibebe tem o adocicado natural da abóbora, mas não é sobremesa, se quiser acrescentar salsinha, coentro ou pimenta e servir.

Acho que as abóboras são tão lindas e enfeitam tanto a cozinha que vira e mexe como uma inteira, deixo por um tempo no caixote de frutas e depois abro pra fazer algumas receitas. Descascar exige um pouco de prática, pois a casca é dura e escorrega. Use uma faca pesada e faça cortes precisos pra descartar as pontas, depois descasque e corte ao meio. Retire as sementes com uma colher (se quiser, descasque e torre) e corte a polpa como quiser.

Quanto ao tamanho dos cubos, tudo depende do gosto de cada um, pois uns gostam mais de quibebes pedaçudos, outros preferem os mais lisos. Eu gosto de cortar a abóbora em cubos de 1 cm, que cozinham rápido e se desmancham com facilidade só ao toque da espátula, mas deixam o quibebe com pedacinhos. E quanto à quantidade, é importante pensar que 1kg de abóbora pode parecer muito, mas que abóbora tem muito líquido e, depois de secar, a quantidade de polpa não é tanta assim. Se sobrar, dá pra aquecer na refeição seguinte. E como a receita é mais um método, ela funciona perfeitamente bem com pouco mais ou menos de abóbora, apenas muda a quantidade de porções.

Se preferir facilitar a vida, compre abóbora já descascada e em cubos, pronta pra ir pra panela. É importante conferir a data em que a abóbora foi cortada e embalada e verificar se os cubos estão lisos e coloridos, sem umidade ou mofo, quando a cor fica esmaecida.

Ingredientes

  • 1 cebola média em cubinhos (150 g)
  • 1 dente de alho picadinho
  • 1 kg de abóbora de pescoço já descascada e em cubos de 1 cm
  • Óleo vegetal (ou azeite de oliva ou 25 g de manteiga ou 50 g de bacon em tirinhas)
  • Sal

Preparo

Numa panela média, aqueça um fio de óleo (ou de azeite de oliva ou a manteiga ou o bacon) e junte a cebola.

Quando ela começar a dourar, acrescente o alho, espere só perfumar e adicione a abóbora. Junte umas pitadas de sal, misture bem, diminua o fogo e cozinhe com a panela semi tampada por uns 20min, até que a abóbora esteja macia.

Destampe a panela, aumente o fogo e deixe o quibebe secar por uns minutos.

Esmague os pedaços com a espátula pra acertar a consistência mais ou menos pedaçuda.

No final, ajuste o sal e, se quiser, acrescente salsinha, coentro e pimenta fresca.

Sirva em seguida com arroz de todo dia, feijão de todo dia, couve refogada, farofinha de 5 minutos ou farofa de castanhas nossas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *