Adicionar à minha lista

Como fazer pimentão em conserva

Ana Bacellar Pimentão em conserva

Se tem uma pergunta que vira e mexe me fazem é: como fazer pimentão em conserva. E aqui vai a resposta.

Pimentão está naquela lista de amor e ódio, pois normalmente se ama ou se odeia, e eu amo. Gosto de pimentão em refogados, espetinhos de carne, vinagrete, recheado, assado no forno e na brasa e em conserva. Gosto da textura polpuda, do picante adocicado e da vida que ele dá às receitas em que entra.

A receita de hoje é simples e fácil, basta entender o processo pra conseguir um pimentão saborosíssimo e versátil. A conserva, que dura tranquilamente 1 semana na geladeira, pode ser servida apenas com um pão cascudo, como o pão maravilhoso na panela de ferro, um grelhado, massas e como recheio do sanduíche mediterrâneo.

O preparo envolve basicamente a retirada da pele e pode ser feito na chama do fogão ou no forno. Eu, sinceramente, prefiro fazer tudo no forno, pois acho que o resultado é mais uniforme e o processo é mais simples de realizar, dispensando a tarefa de segurar o garfo que aquece e não é rápida e sem escorrer líquido pelo fogão. No forno, tudo é mais eficiente, basta colocar os pimentões inteiros numa assadeira sem nada, só os pimentões fechados, sem azeite ou óleo, nada mesmo, e assar por uns 40min.

Depois desse tempo, os pimentões ficarão pretos por fora, pois a pele queima e se solta da polpa e ela fica levemente amolecida. Quando isso acontece, só passar os pimentões pra um saco plástico, fechar com um nó e esperar amornar. Então, basta desatar o nó, e esfregar os pimentões com as mãos pra descartar toda a pele, o cabinho, então abrir (normalmente ele mesmo se abre), retirar as sementes e os filamentos.

Há quem lave o pimentão pra eliminar completamente os tostados pretos, mas eu prefiro lavar só quando há excesso de tostados, passando um pedaço de papel toalha quase sempre o problema se resolve. Acho que, junto com a água, vai embora um bom tanto do sabor.

Em seguida, só passar os pedaços de pimentão pra uma travessa, espalhar por cima alho cortado em fatias muito finas, alguma erva, sal, regar com azeite o bastante pra deixar tudo bem besuntado, cobrir e gelar. No dia seguinte, a conserva já estará saborosa e com um adocicado delicioso. Fazendo dessa forma, a pele, que é a responsável pela sensação de “não me faz bem” do pimentão, vai embora e ele fica totalmente digesto. Já vi muita gente que jura de pés juntos que não gosta de pimentão experimentar a receita e adorar.

Só com pimentão vermelho a conserva já fica linda, mas com mix de vermelho e amarelo ou vermelho, amarelo e laranja, ela fica ainda mais linda.

Ingredientes

  • 2 pimentões inteiros (vermelho, amarelo ou laranja)
  • 1 dente de alho em fatias bem finas
  • Azeite de oliva
  • Sal

Preparo

Aqueça o forno a 180ºC (médio).

Leve os pimentões ao forno numa assadeira seca, sem óleo ou azeite, e asse por uns 40min, até a pele escurecer e começar a soltar da polpa.

Imediatamente, coloque os pimentões num saquinho plástico, feche com um nó para abafar, deixe esfriar e depois puxe a pele, que sairá com facilidade.

Corte os pimentões ao meio, descarte as sementes e os filamentos e lave apenas se estiverem muito sujos de pele queimada, do contrário lavar é só perder sabor.

Coloque as tiras de pimentão num pote, espalhe por cima sal e o alho e regue com azeite o quanto baste pra envolver tudo. Se quiser, junte ervas como manjericão e salsinha.

Tampe e leve à geladeira por pelo menos 24h. Ela se conserva bem na geladeira por mais ou menos 1 semana.

Sirva com um pão cascudo, como o pão maravilhoso na panela de ferro, um grelhado, uma massas e como recheio do sanduíche mediterrâneo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *