Adicionar à minha lista

Como fazer pavê inglês floresta negra

Trifle floresta negra

Ana Bacellar pavê inglês floresta negra

Hoje vou te ensinar como fazer pavê inglês floresta negra, ou trifle floresta negra, um doce que tem tudo a ver com receber. Uma sobremesa gostosa, prática e que fica linda dentro de uma tigela ou qualquer outro recipiente de vidro que mostre as camadas.

Poucas receitas são tão versáteis, sempre uma montagem feita com camadas de bolo ou de biscoito e alguma calda ou bebida pra umedecer; de um creme que pode ser creme de leite batido em chantilly, creme de confeiteiro ou qualquer outro; de alguma fruta, que pode ser fresca ou em calda; às vezes de algum doce pastoso, como doce de leite, ganache de chocolate; e outras vezes também algo crocante, como nozes ou castanhas picadas, e que podem ser caramelizadas.

Na versão trifle, o bolo clássico vai pra uma tigela de um jeito despretensioso, dispensando a montagem no prato, com camadas perfeitas e cobertura impecável, tarefas que deixam um bom tanto de gente sem coragem de se arriscar em receita mais estruturadas. Ao contrário do bolo, servido no prato e em fatias, o trifle é servido como um pavê, quer dizer, são servidas colheradas do doce pra cada um.

O trifle floresta negra faz parte das listas dos clássicos e preferidos. A base fica por conta de um pão-de-ló de chocolate, mas também pode ser de qualquer outro bolo de chocolate mais firme, como o bolo de chocolate rapidinho. A fruta é a cereja, que pode ser fresca em versões mais contemporâneas, ou em calda, que tem a vantagem de umedecer o bolo. Pra regar deixar o bolo irresistível e com mais sabor de chocolate, entra a calda de chocolate rapidinha, bem saborosa e fácil de preparar, mas nada impede que seja uma ganache de chocolate bem cremosa. O creme é um chantilly clássico, bem fofo e aerado e as raspas de chocolate finalizam a sobremesa.

No caso do pavê inglês floresta negra, quase tudo pode ser preparado até na véspera pra montar de 12 a 8h antes de servir. Dá pra deixar o bolo e a calda de chocolate prontos, assim como dá pra cortar as frutas e fazer as raspas de chocolates. Só pelo chantilly, que perde um tanto do volume depois de umas 12h, é que não costumo deixar tudo montado com maior antecedência, ao contrário do que pode ser feito com outros trifles. De qualquer forma, deixando o trifle floresta negra montado na geladeira por pelo menos 8 e até por 12h ele já tem tempo de se transformar numa sobremesa com sabores e texturas mesclados.

No post creme de leite batido em chantilly você terá várias dicas de preparo. Se puder preparar a cereja em calda caseira o trifle será ainda mais especial, só precisa de pelo menos 1 semana pra descansar e desenvolver os sabores (mas na pressa já fiz e usei 3m dias). Na falta da cereja em calda caseira, use cereja em calda comum.

Ingredientes

Massa

  • 6 ovos em temperatura ambiente
  • 2/3 de xícara de açúcar (100 g)
  • 2/3 de xícara de farinha de trigo (80 g)
  • 1 colher (sopa) de chocolate em pó
  • 1 colher (chá) de fermento químico
  • Manteiga para untar
  • Farinha de trigo para polvilhar

Calda de chocolate

  • 1 xícara de leite (240 g)
  • 1 xícara de chocolate em pó (120 g)
  • 1 xícara de açúcar (150 g)
  • 100 g de manteiga

Chantilly

  • 500 ml de creme de leite fresco muito gelado
  • ½ xícara de açúcar comum (75 g)

Finalização

  • 375 g de cerejas em calda (com a cereja em calda caseira fica maravilhoso)
  • 50 g de chocolate amargo em raspas

Preparo

Massa – Aqueça o forno a 180ºC (médio).

Unte bem com manteiga e polvilhe com farinha uma assadeira média e reserve.

Com a batedeira, bata os ovos por uns 5min, até conseguir um creme muito fofo e amarelinho (se levantar o batedor e deixar o creme cair, o desenho vai demorar para desaparecer).

Aos poucos, junte o açúcar e bata até incorporar. Numa tigela, peneire a farinha, o chocolate em pó e o fermento, reserve.

Desligue a batedeira e, com uma espátula e muita delicadeza, incorpore 1/3 da mistura de farinha e chocolate em pó até conseguir uma mistura homogênea, depois o outro 1/3 e o último 1/3.

Espalhe a massa na assadeira e asse por uns 20 a 30min, até o bolo se soltar das laterais, dourar e firmar (ao enfiar um palito no centro, ele sairá limpo, e, pressionando a superfície ligeiramente com a ponta do dedo, o bolo fará um barulhinho chiado).

Retire a assadeira do forno e imediatamente desenforme o bolo sobre um pano limpo.

Deixe esfriar completamente antes de montar o doce.

Calda – Enquanto o bolo assa prepare a calda.

Numa panelinha, aqueça o leite, o chocolate, o açúcar e a manteiga, mexendo até dissolver.

Assim que ferver, retire do fogo e deixe amornar por uns 30min antes de usar.

Chantilly – Na hora de montar a sobremesa, coloque o creme de leite na tigela da batedeira (se possível, também gelada).

Como o aro, bata o creme de leite com o açúcar na batedeira até encorpar e formar picos firmes, parando imediatamente de bater pra não virar manteiga.

Separe umas cerejas pra decorar e corte as restantes ao meio.

Pique o chocolate bem miúdo ou rale num ralador grosso, reserve.

Montagem – Com pelo menos 8 e até com 12h de antecedência, separe uma tigela ou um outro recipiente de vidro de grande.

Divida o bolo em 3 partes e fatie cada parte pra conseguir espessuras uniformes e que sejam suficientes pra fazer camadas que forrem o recipiente escolhido. Faça uma camada com 1/3 do bolo na base do recipiente, pincele com calda da cereja e por cima espalhe 1/3 da cereja, depois coloque 1/3 da calda de chocolate e cubra com 1/3 do creme chantilly. Repita as camadas terminando com chantilly. Finalize cobrindo a camada de chantilly com o chocolate picado ou ralado.

Leve o doce à geladeira por pra mesclar sabores e texturas por pelo menos 8 e até por 12h, retire da geladeira, decore com as cerejas reservadas e sirva gelado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *