Adicionar à minha lista

Como fazer bolo de caroço do Piauí

Ana Bacellar como fazer bolo de caroço do piauí

Como fazer bolo de caroço do Piauí é uma pergunta que vira e mexe aparece. O bolo de caroço é um clássico de café da manhã e de merenda, como se diz por lá. Uma fatia do bolo de casca bem crocante e miolo macio e cremoso com uma xícara de café é tudo de bom.

De fato, o resultado se parece bastante com pão de queijo, mas há duas diferenças básicas. A primeira está no ingrediente principal, que aqui não é polvilho, nem doce, nem azedo, e sim a tapioca granulada, aquela toda quebradinha usada também pra fazer cuscuz gelado. A segunda está no método, pois as receitas de pão de queijo tradicional fervem o líquido com óleo e escaldam o polvilho, e no bolo de caroço o processo é bem mais simples, basta juntar o leite em temperatura ambiente à tapioca, deixar hidratar por 5min, juntar os ingredientes restantes e assar.

Sinceramente, por mais que as receitas dissessem pra untar com óleo e contassem que o bolo desenformava bem, eu tive muitos problemas. Testei 4 vezes, em fôrmas pra pudim simples e básicas de alumínio e com teflon, mas grudava pelo menos em algum ponto. Pra evitar decepções, decidi assar numa assadeira média também untada com óleo e servir em pedaços, problema resolvido.

O queijo é pura questão de gosto. Pesquisando e perguntando, a gente percebe que há quem não use queijo e diga que ele não faz parte da lista de ingredientes clássicos, e há quem use o queijo por adorar queijo e pronto. A gente testou dos dois jeitos e achou que com queijo a receita fica muito melhor, mas também fica gostosa sem ele. Quer dizer, se preferir sem queijo, simplesmente deixe o queijo de lado.

Com queijo, o bolo até se parece com um pão de queijo tamanho família, mas as diferenças ficam pelas texturas: as bordas e a superfície ficam crocantíssimas e o miolo fica com os gruminhos clássicos da tapioca hidratada na medida certa.

Uma receita bem gostosa pro café da manhã de um dia mais sossegado, já que o bolo de caroço do Piauí pede uns 30min pra preparar a massa e mais 30 a 45min de forno, ou pro lanche da tarde.

Agora que você sabe como fazer bolo de caroço do Piauí, tá esperando o que pra fazer?

Ingredientes

  • 1 e ½ xícara (chá) de leite (360 ml)
  • 1 e ¾ de xícara (chá) tapioca granulada (250 g)
  • 2 ovos
  • 1 colher (chá) de sal
  • 50 g de manteiga em temperatura ambiente
  • 1 e ½ xícara (chá) de queijo meia cura ralado grosso (150 g; ou deixe o queijo de lado se preferir sem queijo)
  • Óleo pra untar

Preparo

Aqueça o forno a 180ºC (médio-alto).

Unte bem com óleo uma assadeira média.

Coloque o leite e a tapioca numa tigela e deixe repousar por 5min, só mesmo até começar a amaciar. Não deixe mais tempo, pois a tapioca firma e a massa pesa.

Junte os ovos, o sal, a manteiga e misture até conseguir uma massa macia.

Acrescente o queijo e despeje na assadeira.

Asse por uns 35min, até que fique bem crescido, dourado e com a casca crocante.

39 Comentários

  1. 1
    • 2

      Oi, Maisa! Experimentei várias versões com e sem queijos, mas como adoro queijo acabei ficando com essa receita que postei. Mas dos dois jeitos são deliciosas! Bjs

  2. 3

    Sou de Teresina-Piauí e fiquei muito feliz de ver esta receita aqui.
    A receita tradicional não leva queijo,mas minha mãe ,quando faz, coloca e nós adoramos!

    Bjs

  3. 5
  4. 13
    • 14

      Oi, Lima! Eu não fervi, fiz com leite em temperatura ambiente e não baixou direto. Muitas recitas com ovos saem bem estufadas do forno e logo baixam (como acontece com soufflés), mas o bolo de caroço é mais firme e não costuma baixar tão rápido. Outra possibilidade é baixar por vento, há pessoas que abrem muitas vezes o forno pra verificar como está o bolo, e isso faz com que ele leve ainda mais tempo pra assar e despenque, pois a temperatura sobe e desce e o golpe de ar só da abertura da porta atrapalham. Mas não desista e tente de novo! bjs

    • 15
      • 16

        Jéssica, boa tarde! Muita gente ferve, pois o calor ajuda a amolecer a goma, exatamente como faz a sua mãe. Dá certo dos dois jeitos.
        Abraço, Helô e Ana

  5. 17
  6. 19
  7. 21
  8. 24
    • 25

      Suzana, boa tarde!
      Esse bolo é bom demais, tem mesmo aquele aconchego caseiro que é puro carinho.
      A gente fica muito feliz com mensagens como a sua.
      Conte pra gente como ficou a receita.
      Abraços, Ana e Helô

  9. 26

    Quando se fala tradicional, também, no que toca à alimentação, quer se dizer que uma coisa é feita de acordo com a fórmula original. Nada contra inovações, experimentos, e adaptações na culinária. No entanto, para estas adequações não deve se usar o termo tradicional. No modo de preparo tradicional: 1) Em forma retangular, deve-se colocar a massa do bolo nas laterais, formando um retângulo com o meio vazado. Fica como se fosse uma “argola” retangular. Nada de espalhar a massa pela forma inteira. Se espalhar desta maneira, o bolo ficará parecendo um grande “bate-entope”. Nada agradável para a vista. 2) o leite deve ser aquecido até, aproximadamente, 60º graus para ser colocado na farinha do Maranhão (ou, tapioca granulada da Yoki. Não é publicidade; mas, eu só conheço esta marca.). Descansar por, aproximadamente, 5 minutos. 3) Agora, acrescentar à mistura farinha/leite os demais ingredientes, e sal à gosto. No bolo para pessoas abastadas não se usa óleo para untar. Usa-se, apenas, manteiga de boa qualidade, tanto para untar como para fazer a massa. Este tipo de manteiga afasta a necessidade de queijo.

    • 27

      Carlos, bom dia!
      Agradecemos pelas suas preciosas informações e dicas.
      Como você bem ponderou e acontece com qualquer receita regional de qualquer lugar do mundo, são necessárias algumas adaptações. Os regionalismos puros nem sempre são possíveis, tanto quanto aos ingredientes, como quanto ao método. A farinha do Maranhão, por exemplo, quase só encontrada por lá. Se os não baianos ou os não indianos ou coreanos comerem os tantos de pimentas e especiarias que eles comem, provavelmente, surgiram indisposições. Peixes específicos de determinados mares ou rios precisam ser substituídos.
      Mas a tradição se mantém e os pratos continuam a ser reconhecidos tanto na região, como fora dela.
      Abraços, Ana e Helô

  10. 28
    • 29

      Fernanda, boa tarde!
      Que gostoso saber que a receita te trouxe lembranças. Espero que tenha gostado!
      Continue aqui Na Cozinha da Helô, pois não faltam histórias, receitas, dicas e fotos apetitosas.
      Abraços, Ana e Helô

  11. 30

    Isso NUNCA foi o bolo de caroço tradicional do Piauí, ele é feito com ovos de galinha caipira, azeite de coco babaçú, farinha de goma, leite e sal! Essa deve ser uma adaptação da receita original mas não é a tradicional do Piauí.

    • 31

      Silvio, boa tarde!
      De fato, essa é uma adaptação, pois fora do Piauí não ee possível comprar a mesma farinha de goma e nem o azeite de coco babaçu igual. De qualquer forma, a gente já recebeu inúmeras mensagens de piauienses elogiando.
      A divulgação da receita é importante e ela ficou deliciosa.
      Abraços, Ana e Helô

  12. 32

    Posso fazer com óleo ao invés da manteiga ou margarina? E a tapioca pode ser sem ser essa granulada e sim uma tapioca de qualidade que a espessura dela é grossa…

    • 33

      Suelen, boa tarde!
      Quanto à tapioca, a gente acha que não deve haver problema, desde que ela seja boa também para fazer bolos e cuscuz.
      Óleo: a receita foi testada apenas com manteiga. Margarina deve funcionar, mas óleo a gente não tem certeza, vale experimentar. Se quiser fazer o teste, use 1/4 de xícara de óleo no lugar da manteiga.
      Abraços, Ana e Helô

  13. 34
  14. 36

    Boa tarde..
    Sou do estado do Pará mas a família do meu pai é toda do Piauí e eu AMO esse bolo de goma…gostaria de saber se dá pra fazer com óleo de cocô babaçu?

    • 37

      Marília, boa noite!
      A gente também ama bolo de caroço ou bolo de goma, cada um chama de um jeito. O sabor e a textura são deliciosos!
      Não fizemos o teste com óleo de coco babaçu, mas se você costuma usar pra cozinhar e funciona em outras receitas, deve dar certo.
      Quem sabe, quando a gente encontrar o óleo de babaçu por aqui, a gente testa. E se você experimentar, conte pra gente.
      Abraços, Ana e Helô

  15. 38
    • 39

      Boa tarde!
      A receita não leva açúcar, o bolo é salgado, como um pão de queijo. Mas, se quiser um leve adocicado, junte 1 colher de sopa de açúcar.
      Continue aqui Na Cozinha da Helô e aproveite as nossas receitas.
      Abraços, Ana e Helô

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *