Adicionar à minha lista

Como fazer beijinho de antigamente

Docinho de coco pra aniversário sem leite condensado

Ana Bacellar Como fazer beijinho de antigamente

Hoje é dia de aprender como fazer beijinho de antigamente, aquele docinho de coco que sempre aparece nas festas de aniversário. Aqui, vai a receita clássica, quer dizer, do beijinho de antigamente, preparado com leite de coco, leite comum, açúcar, coco ralado e gemas.

Na verdade, criança que é criança sonha com o rá-tim-bum que libera o ataque aos docinhos da festa (e muito adulto também). Eu sempre me dei bem nessa hora, pois enquanto os brigadeiros sumiam, pegava primeiro os beijinhos e depois os olhos-de-sogra, que muita gente adora, mas não costumam ser as primeiras opções. Minha mãe, que fazia em casa todos os docinhos pra nossas festas de aniversário, sabia do meu fraco por coco e caprichava nas quantidades pra sobrar bastante.

Como, nos anos 1960, leite condensado ainda era luxo e brigadeiro sempre foi prioridade, muita gente deixava de lado o leite da lata na hora de preparar os outros docinhos da festa conforme apareciam nos cadernos antigos de receitas. Por isso, o beijinho de hoje é de “antigamente”, a receita chega ao ponto de enrolar com a redução do leite de coco e do leite, com o açúcar e a gema.

Na hora de cozinhar, assim como acontece como quase toda receita de docinho, é preciso ter um pouco de paciência e isso por uns 20min. O doce precisa ser preparado em fogo baixo, de preferência numa panela de fundo grosso pra que o doce tenha tempo de cozinhar sem queimar, e é fundamental mexer sempre pra conseguir um doce uniforme, cremoso, nada empelotado ou com queimadinhos no meio. Importantíssimo: muito cuidado na hora de cozinhar, pois a massa espirra e é quente demais.

O ponto é o mesmo do brigadeiro, quer dizer, a massa se solta da panela deixando umas camadinha de pregas na base da panela e fica encorpado e brilhante. E é preciso acreditar que, depois de fria, a massa encorpa e fica no ponto de enrolar (se ela endurecer demais no fogo, o docinho ficar muito duro e puxa-puxa). O ideal é preparar a massa do beijinho com pelo menos 3 horas de antecedência, pois ela precisa esfriar pra ficar no ponto certo de enrolar. Se quiser, prepare a massa com até 48 horas de antecedência, guarde por segurança na geladeira, principalmente nos tempos de muito calor, retire da geladeira umas 12 horas de servir, enrole e coloque nas forminhas e deixe em temperatura ambiente.

Com coco seco a receita fica ok, mas com coco ralado fresco ela muda de patamar e passa ser deliciosa.

Beijinho que é beijinho é rolado no açúcar comum e tem um cravinho no meio. Se o docinho não for pra aniversário, deixe de lado as forminhas metalizadas e espete cada docinho num palito de pirulito, fica lindo e diferente.

Agora que você sabe como fazer beijinho de antigamente, bora pra cozinha?

Ingredientes

Beijinho

  • 1/3 de xícara (chá) de leite de coco (80 ml)
  • 1/3 de xícara (chá) de leite (80 ml)
  • 2/3 de xícara (chá) de coco fresco ralado fino (50 g)
  • ½ xícara (chá) de açúcar (75 g)
  • 10 g de manteiga
  • 2 gemas
  • 1/3 de colher (chá) de essência de baunilha

Finalização

  • 2/3 de xícara (chá) de açúcar (75 g)
  • 12 cravos-da-índia
  • Manteiga pra untar

Preparo

Numa panela média, alta e de fundo grosso, aqueça o leite de coco, o leite, o coco, o açúcar, a manteiga, as gemas e a baunilha. Sempre mexendo, pra não grudar nem queimar no fundo, e tomando cuidado, pois ele espirra bastante e é muito quente, cozinhe por uns 20min, até conseguir um doce encorpado, brilhante, que descole de uma vez da panela, fazendo umas pregas e deixando no fundo só uma crostinha bem fina.

Transfira pra um refratário untado com manteiga e deixe esfriar por umas 3h pra firmar.

Se, ao final do tempo, a massa passar do ponto e ficar muito dura, junte um pouquinho de leite e volte ao fogo para acertar.

Pra moldar, unte as mãos com um pouco de manteiga, pegue porções de massa com uma colher (chá) e enrole fazendo bolinhas.

Coloque o açúcar de rolar num prato fundo, role os docinhos nele e transfira pras forminhas.

Guarde os beijinhos num pote fechado em temperatura ambiente por 2 ou 3 dias (ou congele já nas forminhas por uns 3 meses e, sem abrir o pote, pra não melar, deixe descongelar naturalmente).

31 Comentários

  1. 1
    • 2

      Cyntia, boa tarde!
      Que pena … Você usou panela pequena, fogo baixo e mexeu sem parar? Isso tudo é bem importante.
      Quem sabe, dá pra tomar coragem e tentar de novo. Você consegue!!
      Abraços, Ana e Helô

  2. 3

    Muito obrigada por compartilhar essa receita!
    Li em uma matéria sobre o Leite Moça, no Joio e o Trigo, que a versão tradicional de beijinho não levava leite condensado. Fiquei bastante curiosa e encontrei sua receita!
    Não costumo me aventurar na confeitaria, mas com certeza vou testar.
    🙂

  3. 13

    Li essa matéria (https://ojoioeotrigo.com.br/2021/04/como-a-nestle-se-apropriou-das-receitas-brasileiras-ou-de-como-viramos-o-pais-do-leite-condensado/?fbclid=IwAR3ismLmOTa18zBKA9nuOwZeWO5lRf2na25ZkhLKEoo9DNfszvjPuT7xRWs) e fiquei muito feliz que achei uma receita sem leite condensado. Seria incrível se você fizesse uma série de doces sem leite condensado para tentar resgatar um pouquinho da nossa cultura antes da influência da Nestlé. Muito obrigado pela receita!!

    • 14

      Victor, boa noite!
      A gente vai tentar ampliar as possibilidades de receitas sem o leite condensado.
      Experimente o nosso pudim de leite de antigamente. Bem mais gostoso que o leite condensado.
      Continue aqui com a gente, pois histórias, fotos, dicas e receitas apetitosas não faltam.
      Abraços, Ana e Helô

  4. 15
  5. 17

    Também vim pela reportagem – chocante – de O Joio e o Trigo… testaremos essa receita, obrigado por compartilhá-la! E se tiver outras receitas clássicas sem o uso do leite condensado, nos conte também! ❤️

  6. 21
    • 22

      Hugo, boa noite!
      Obrigada pelo carinho. Aqui Na Cozinha da Helô tudo é feito com tanto amor e tanta dedicação que mensagens como a sua são muito gratificantes.
      Continue com a gente.
      Abraços, Ana e Helô

  7. 23

    Eu li um artigo sobre como a Nestlé se apropriou das receitas brasileiras e de como nós viramos o país do leite condensado, e fiquei um pouco chocado, eu nunca comi um beijinho de verdade, só o de leite condensado…

    • 24

      José, bom dia!
      As nossas ideias de fazer beijinho e pudim como se fazia antigamente surgiram exatamente por esse motivo.
      Brigadeiro sem leite condensado não tem graça, mas não há razão pra incluir leite condensado em tudo.
      A gente vai incluir mais receitas com esse perfil.
      Continue aqui Na Cozinha da Helô.
      Abraços, Ana e Helô

  8. 25

    Também cheguei aqui pesquisando por receitas de doces brasileiros sem leite condensado, fiquei assustada em como perdemos nossas origens após ler essa matéria. A do beijinho eu já vou testar pro aniversário da minha mãe, mas gostaria muito de aprender as receitas de nossos doces de antigamente. Esse blog tem perfil no insta?

    • 26

      Karoline, bom dia!
      A gente tem sim perfil no instagram @nacozinhadahelô.
      Experimente a nossa receita de pudim de leite de antigamente (sem leite condensado), acho que você vai gostar.
      A nossa torta de limão com merengue também foi feita sem leite condensado.
      Vamos preparar várias outras, pois o Na Cozinha da Helô é totalmente pensado em comida de verdade, com fotos de dar água na boca e com muito amor e muita história envolvidos.
      Conte sempre com a gente.
      Abraços, Ana e Helô

  9. 27

    Helo,
    Eu amo beijinhos e adorei sua receita! Vou fazer! E também amo olho de sogra! Sempre atacava eles antes! Pena que estão praticamente extintos das festas de hoje em dia. Vc faz com essa mesma receita do beijinho?
    Bjss

  10. 28

    Maravilha de receita!
    Tão bom não ser refém do leite condensado… fica tudo como mesmo sabor.
    Tenho alguns outros docinhos sem leite condensado que minha avó fazia, como um docinho de abacaxi com coco, o cajuzinho…
    Se quiser…
    Um abraço!

    • 29

      Beatriz, boa noite!
      Espero que você goste do beijinho.
      Experimente o nosso pudim de leite de antigamente e a nossa torta de limão com merengue, as duas receitas sem leite condensado.
      Transmissão de pensamento quanto aos docinhos de abacaxi e cajuzinho.
      Hoje a gente preparou as duas receitas e vai fotografar amanhã. Ainda nessa semana, ou na que vem, a gente posta esses 2 e também camafeu.
      Continue por aqui!
      Abraços, Ana e Helô

  11. 30
    • 31

      Laura, boa tarde!
      Que gostoso saber que você se animou com o beijinho e que ele agora já faz parte da sua cozinha.
      Quanto ao tamanho: tudo depende do tamanho das bolinhas… se mais ou menos gorduchas, pois cada colher de chá tem um tamanho. A gente ainda fez uma receita na sexta-feira e foram 12.
      Quanto ao tempo: é sempre aproximado, os diâmetros das panelas, o material de cada uma delas, o fogo muda (e se for elétrico… indução…), o leite de coco mais ou menos espesso … variáveis não faltam…
      Conte sempre com a gente.
      Abraços, Ana e Helô

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *