Adicionar à minha lista

Churrasco de forno

Ana Bacellar

Churrasco é sempre bom, muita gente adora. Aquele cheirinho tentador é o máximo. Só que, às vezes, a vontade de comer uma carne suculenta e com gosto de churrasco vem com força, mas não se tem uma churrasqueira por perto, ou ela existe, mas a preguiça de comprar carvão, acender e cuidar da carne fala mais alto, ou de repente o tempo ficou tão feio que nem pensar em ficar ao ar livre.

Nessas horas, o churrasco de forno é a solução. O método funciona bem principalmente com cortes que têm capa de gordura, que protege a carne evitando ressecamento e ainda dá muito sabor, por isso recomento usar picanha ou contra-filé.

Além da carne, basta ter em casa entre 1 e 2 kg de sal grosso, que tem que ser suficiente pra cobrir a carne na assadeira e, se quiser deixar o churrasco mais perfumado, só acrescentar uns dentes de alhos e uns ramos de tomilho, ou de alecrim, ou uma folha de louro e uns grãos de pimenta-do-reino na assadeira. Nada mais.

Acredite que, mesmo com tanto sal, a carne não fica salgada em excesso e sim com o salgadinho característico de um bom churrasco.

A temperatura do forno precisa ser alta e a assadeira só deverá ir pro forno já bem quente. Passados uns 30min, a camada de sal se transforma num bloco ligeiramente amarelado e a carne estará “ao ponto” (uns 25min pra mal passado e uns 40 pra bem passado). É mais ou menos porque cada forno é um forno, cada pedaço de carne tem uma espessura diferente.

Arroz branco de todo dia e farofinha de 5 minutos completam a refeição.

Os 30min de repouso depois do forno é essencial pra conseguir que a carne fique bem macia e suculenta.

Gosto de fatiar a carne que sobra em fatias bem finas e servir no dia seguinte com a salada francesa de batata.

Ingredientes

  • 1 picanha de 800 g ou 1 pedaço de 800 g de contra-filé
  • 1 a 2 kg de sal grosso
  • 2 colheres (sopa) de folhinhas de tomilho ou de alecrim (30 g)
  • 1 colher (sopa) de pimenta-do-reino em grão (15 g)
  • 2 dentes de alho inteiros e com casca

Preparo

Aqueça o forno a 240º (bem alto).

Coloque a picanha com a capa de gordura pra cima e os dentes de alho numa assadeira média.

Numa tigela, misture sal o suficiente pra conseguir formar uma cobertura farta pra carne e junte as folhinhas de tomilho, a pimenta. Espalhe sobre a carne e pressione pra cobrir bem.

Asse por uns 30min para ficar “ao ponto” (uns 25min pra mal passado e uns 40min pra bem passado).

Retire a assadeira do forno, deixe repousar por 30min, quebre a crosta de sal, corte a picanha em fatias finas e sirva.

27 Comentários

  1. 1
  2. 3
  3. 5
  4. 7
  5. 9

    Olá, experimentei fazer esse churrasco de forno e,tive um grande problema aqui em minha casa.
    Minha esposa e filhos não querem mais a churrasqueira kkk,meus parabéns ótimo conteúdo e uma delícia de receita.

  6. 11
    • 12

      Maria José, Bom dia!
      É isso aí, ” quase churrasco”, mas dá pra matar um tanto da vontade e fica gostoso. Conte pra gente depois. Abraço, Helô

  7. 13
    • 14

      Boa tarde! Ficamos muito felizes com a mensagem.
      Ana e eu vamos tudo com muito carinho e muita dedicação e o reconhecimento é muito gratificante.
      Abraços, Ana e Helô

  8. 15
    • 16

      Bianca, boa tarde!
      Que bom saber que a receita deu certo e vocês gostaram. É claro que a receita é uma forma alternativa de ter um “churrasco” e não é exatamente igual, mas funciona, permite que se sinta o sabor e o aroma com mais frequencia, mesmo num apartamento, na chuva … com um forno, carne e sal grosso tudo se resolve.
      Conte sempre pra gente as novidades.
      Abraços, Ana e Helô

  9. 17
    • 18

      Cláudia, bom dia!
      Não se preocupe com a quantidade do sal. A crosta de sal dá sabor e um pouco de sal, mas só o necessário. A grande função da crosta de sal é criar um ambiente num forno comum que dê um efeito parecido ao da churrasqueira. Tanto isso acontece que o sabor, o aroma e a textura da carne, e mesmo o cheiro gostoso de churrasco, matam a vontade de churrasco quando o churrasco pra valer é inviável. Acredite: o tempo que a carne fica no sal não é suficiente para ela absorver.
      Qualquer outra dúvida, só perguntar!
      Conte sempre com a gente.
      Abraços, Ana e Helô

  10. 20
  11. 22
    • 23

      Nicole, bom dia!
      O sol vira sim uma crosta e não precisa de clara pra colar, basta cobrir a carne com bastante sal.
      Esse “churrasco” fica bem gostoso, vale experimentar.
      Abraços, Ana e Helô

  12. 24
    • 25

      Daniela, bom dia!
      Que delícia saber que você gostou da receita e que ela já passou a fazer parte da sua cozinha.
      Continue aqui Na Cozinha da Helô, pois não faltam histórias, dicas, receitas e fotos apetitosas.
      Abraços, Ana e Helô

  13. 26
    • 27

      Gisela, boa noite!
      Esfria um pouquinho, mas a carne fica muito mais macia e saborosa, compensa esperar!
      Conte sempre com a gente.
      Abraços, Ana e Helô

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *