Adicionar à minha lista

Bala de café

Feito com: Martins Café
Ana Bacellar

Mesmo aqueles que dizem não gostar de doce de café acabam se encantando com essas balas de café.

A receita é clássica, aparecia em muitos cadernos antigos e também nas compoteiras das casas de muitas avós e bisavós (eu, por exemplo, comi a mesma bala na casa de uma tia avó da família do meu pai e da avó do meu marido).

Elas ficam com aquele gostinho de café com leite delicioso e com a textura de caramelo puxa-puxa que tanta gente ama.

Dá pra embrulhar num quadrado de papel celofane, mas no papel manteiga elas ficam ainda mais irresistíveis.

Quanto mais forte e mais saboroso o café, mais saborosa a bala.

Ingredientes

  • ½ xícara (chá) de café pronto e bem forte (120 ml)
  • ½ xícara (chá) de leite (120 ml)
  • 10 g de manteiga
  • 1 e ½ de xícara (chá) de açúcar (225 g)
  • 1 gema
  • 4 colheres (sopa) de mel (50g)
  • ½ colher (sopa) de farinha de trigo (7 g)
  • Manteiga pra untar

Preparo

Numa panela média, coloque o café, o leite, a manteiga, o açúcar, a gema, o mel e a farinha e aqueça, mexendo até dissolver. Mantenha em fogo médio, mexendo só de vez em quando pra não açúcarar, até chegar ao ponto de bala dura.

Normalmente, chega-se ao ponto depois de uns 20min a partir da fervura, quando se levanta a colher parece calda bem grossa de caramelo e, despejando um pouquinho em ½ xícara de água bem gelada é possível juntar com os dedos e fazer uma bolinha firme, mas maleável.

Forre uma assadeira com um tapete de silicone ou com um retângulo de 30×40 cm de papel manteiga (ou unte o mármore com manteiga). Despeje a mistura no silicone e deixe amornar por 1h.

Enquanto isso, corte uns 40 quadrados de uns 10cm de papel manteiga ou celofane.

Pegue porções de massa com uma colher de chá, enrole a balinha com as mãos untadas com manteiga, depois embrulhe.

As balas se conservam bem por uma semana, depois começam a açúcar.

10 Comentários

  1. 1
    • 2

      Oi, Rê! Costumo dizer que não tem receita difícil, ela pode ser trabalhosa, mas todos conseguem fazer! Então, vá fundo e entre no mundo das panelas! bjs

  2. 3

    A receita é um norte. Da para ajusta-la conforme o gosto. Segui a receita na integra e ficou boa. Porém em uma proxima vou diminuir o mel, aumentar 20 ml de leite e diminuir 20 ml no cafe com a intensao de ficar mais suave. Mas ai é questao de gosto.
    Espero que de certo.
    Boa receita ate para quem quer fazer uma grana extra.

  3. 5
    • 6

      Oi, Jaja! Provavelmente a calda passou do ponto e mexeu-se demais no fogo. Tente voltar com tudo pra panela com um pouco de água para amolecer de novo, derreter e tentar recuperar o ponto. A bala é uma delícia, vale a pena tentar de novo! bjs

  4. 7
    • 8

      Sueli, Bom dia! Nunca testei de outra forma, minha avó sempre fez assim e eu aprendi assim… Acho que não há problema em usar o café já doce, só será preciso diminuir o outro um pouco. Depois me conte! Abraço, Helô

  5. 9

    Oi Helô, boa noite!
    Tenho uma receita da minha avó como essa sua, algumas quantidades é q estão diferentes um pouco. Tô querendo fazer para vender, quais dicas vc me dá, maior durabilidade, essas coisas… muito obrigada!

    • 10

      uliana, bom dia!
      As balas de café são clássicas e aparecem em muitos cadernos antigos. A receita fazia parte da vida das minhas duas avós e da avó do meu marido e todos amavam. Como acontece com quase tudo na cozinha, versões não faltam e as proporções e os métodos variam bastante.
      A gente experimentou as versões desses cadernos familiares e ficou com a receita que está no site, mas, com certeza, há outras deliciosas.
      Quanto à durabilidade para vender: nos testes que fizemos, e pelas tantas balas que nossas avós faziam, deu pra constatar que, num clima úmido como o nosso, elas começam a melar e a açucarar em mais ou menos uma semana. Não dá pra garantir perfeição depois desse tempo nas balas caseiras e artesanais que são puxa-puxa, como caramelos. Provavelmente, as balas que têm durabilidade maior levam conservantes e estabilizantes que a gente não usa e não tem conhecimento pra indicar.
      Conte sempre com a gente.
      Abraços, Ana e Helô

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *