Adicionar à minha lista

Arrumadinho gostoso

Ana Bacellar Arrumadinho gostoso

O nome arrumadinho gostoso é uma graça e o prato também. É Pernambuco de alma e saboroso demais, com aquela simplicidade deliciosa e encantadora que eu tanto gosto.

Na verdade, ele é um prato montado com feijão de corda refogado na manteiga de garrafa com cebola e alho, farofa de farinha de mandioca fina com cebola na manteiga de garrafa, tirinhas ou cubinhos de carne de sol douradas na manteiga de garrafa com coentro e molho vinagrete.

A perfeição acontece tanto pelos contrastes dos sabores, das texturas, das temperaturas (o vinagrete não é quente), como pelo colorido e pelo frescor que o vinagrete traz. Tudo muito simples e muito bom.

A arrumação costuma acontecer de dois jeitos clássicos: quando é prato principal, a farofa, a carne e o feijão são colocados em fileiras paralelas e juntinhas num prato ou numa marmita e, por cima, vai uma porção generosa do vinagrete, e quando o Arrumadinho serve de entrada ou petisco, ele vai numa cumbuca ou tigela pequena em camadas, com feijão na base, depois carne, aí farofa e o vinagrete por cima.

Na época em que se encontra feijão de corda verde com facilidade, eu costumo comprar um monte, cozinhar de 45min a 1h, até ficar bem macio, dividir em porções pra uma refeição e congelar pro ano. Se não tenho o fresco na hora, ou o fresco já cozido e congelado, compro o seco e cozinho como feijão comum. Como acontece com qualquer o feijão comum, dependendo da idade do grão o cozimento pode levar de 1 a 2h numa panela comum e de uns 45min a 1h na panela de pressão. O feijão está cozido quando se desmancha entre os dedos e a pele fica macia (não se deve sentir na boca). Quando se tem feijão cozido, a receita fica pronta em pouco tempo.

Como nem sempre é fácil encontrar carne de sol fora do nordeste e a carne seca é diferente pela forma da cura, acho que o melhor é preparar a sua carne de sol em casa. O processo é simples e leva, no máximo, 24h e acontece na geladeira, já que há tempos o sol só aparece no nome.

Dá pra fazer carne de sol com a carne que quiser, mas pensando em dourar na frigideira e ter pedaços bem macios, vale usar coxão-mole, miolo de alcatra, contra-filé ou até filé-mignon.

Na hora de preparar o arrumadinho gostoso, basta cortar a carne em bifes com uns 2 cm de espessura, espalhar os bifes num refratário sem empilhar (o ideal é que eles não encostem uns nos outros), polvilhar tudo com sal dos dois lados (uso de 2 a 3 colheres de sopa de sal pra uns 500 g de carne), cobrir com um pano limpo e deixar repousar em temperatura ambiente por 2h, depois levar a geladeira pra completar 24h de descanso (de tempos em tempos, eu costumo secar o líquido que sai da carne com papel absorvente). Depois disso, é só preparar a carne como preferir, tanto na frigideira como bife, como na grelha, ou em tirinhas pro arrumadinho, ou cozinhar até a carne se desmanchar e desfiar pra refogar com cebola e rechear sanduíches. Normalmente, como o tempo de salga e a quantidade de sal não são grandes, a carne de sol dispensa o processo de dessalga, mas se quiser dessalgar basta deixar de molho na água por umas 3h trocando de água umas 2 vezes.

Se não tiver mesmo carne de sol, prepare a receita com carne seca ou até com tirinhas de filé-mignon ou de miolo de alcatra.

A farofa, o feijão e o vinagrete podem ser preparados com até 24h de antecedência, só a carne que deve ser feita logo antes de servir.

Sirva o arrumadinho gostoso com pimentas em conserva ou molho de pimenta.

Ingredientes

Farofa

  • 4 colheres (sopa) de manteiga de garrafa
  • 1 cebola pequena em cubinhos (120 g)
  • 1 xícara (chá) de farinha de mandioca (60 g)
  • Sal

Feijão

  • 4 colheres (sopa) de manteiga de garrafa
  • 1 cebola pequena em cubinhos (120 g)
  • 1 dente de alho
  • 2 xícaras (chá) de feijão de corda cozido e escorrido (uns 400 g de feijão de corda verde cru ou 1 xícara de feijão de corda seco, uns 220 g)
  • Sal

Vinagrete

  • 1 tomate maduro sem sementes em cubinhos
  • 1 cebola roxa pequena em cubinhos (120 g)
  • Suco de ½ limão
  • 3 colheres (sopa) de coentro picadinho (3 ramos)
  • Azeite de oliva
  • Sal

Carne

  • 4 colheres (sopa) de manteiga de garrafa
  • 400 g de carne de sol em tirinhas
  • 3 colheres (sopa) de coentro picado (3 ramos)

Preparo

Farofa – aqueça a manteiga de garrafa numa frigideira média e doure ligeiramente a cebola.

Junte a farinha, o sal, misture para envolver tudo, acerte o sal e retire do fogo, reserve.

Feijão – aqueça a manteiga de garrafa numa frigideira média e doure ligeiramente a cebola.

Junte o alho, espere perfumar, acrescente o feijão, sal e deixe aquecer.

Acerte o sal, retire do fogo, reserve.

Vinagrete – misture numa tigela o tomate, a cebola, o limão, sal e o coentro. Junte o azeite e reserve (se quiser, prepare com até 24h de antecedência e guarde na geladeira, deixando pra acrescentar o coentro na hora de servir).

Carne – Deixa pra dourar a carne por último, logo antes de servir.

Aqueça bem uma frigideira grande, junte a manteiga, deixe aquecer por uns segundos e acrescente a carne. Sem mexer, deixe que a carne doure de um lado, então polvilhe com sal, vire pra que as tirinhas dourem dos outros lados, misture o coentro e retire do fogo.

Em cada prato, coloque de um jeito bem arrumadinho uma parte da farofa, da carne e do feijão e, por cima, espalhe um pouco do vinagrete.

Sirva com pimenta em conserva ou molho de pimenta.

6 Comentários

  1. 1
  2. 3

    Bom dia! Meu nome é Ruy, moro em SP, estou fora do nordeste há 45 anos mas o nordeste jamais saiu de mim. Farei sua receita hoje, adoro arrumadinho, sempre que posso como em restaurantes especializados aqui em SP, adorei a forma muito didática como você explica.

    • 4

      Ruy, bom dia!
      O nosso lugar de origem não vai embora, a gente leva isso pra sempre.
      Depois conte pra gente como ficou. Aqui Na Cozinha da Helô tudo é feito com tanta dedicação e tanto carinho que mensagens como a sua são sempre muito bem vindas.
      Um abraço, Ana e Helô

  3. 5
    • 6

      Jacqueline, boa tarde!
      Arrumadinhos são mesmo deliciosos. A gente também vai experimentar com vatapá e caruru.
      Siga aqui Na Cozinha da Helô, pois aqui não faltam histórias, dicas, receitas e fotos apetitosas.
      Abraços, Ana e Helô

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *