Abacaxi com cereja e provolone

Quando eu era menina, não havia festa chique sem bandeja com abacaxi todo espetado com cerejas e cubos de queijo. Pelo menos naquele tempo, todo mundo achava “aquele abacaxi” o máximo, super anos 1960 e 1970. Eu adorava e achava aquilo lindo. Minha mãe sempre servia nos seus jantares e eu adorava ajudar. O “ritual”…

Empadão goiano

Uma empada grande, substanciosa, de recheio farto e saboroso que é a cara de Goiás e, por ter muito recheio, acabou se tornando conhecida por “empadão”. Não dá mesmo pra falar em cozinha goiana sem pensar em empadão. Acho que em 1974, quando fui com a família pra Goiás, que naquele tempo era Goiás Velho,…

Bala de goma de verdade – Morango e laranja

Fico feliz demais quando faço em casa coisas que normalmente são compradas prontas, que quase ninguém pensa que consegue fazer, que a gente até pode ter vontade de comer de vez em quando, mas deixa de lado, porque sabe que não costumam ter nada de útil, de nutritivo, muito pelo contrário… Acho o máximo chegar…

Biscoitinho de nata

Quando a fazenda de São Luís do Paraitinga era leiteira, eu sempre separava a camada grossa de creme do leite pra fazer manteiga, mas guardava um pouco pra fazer biscoitinho de nata. Eles se desmanchavam na boca enquanto tomava uma caneca bem cheia de café, que com aquele creme de leite tão saboroso até ficava…