Corantes naturais

Ana Bacellar

Gosto de tudo natural, faço de tudo um pouco em casa e também faço questão de utilizar produtos verdadeiros, sem aromatizantes, corantes e conservantes estranhos.

Há muitos anos, faço as essências de baunilha, especiarias, amêndoas e outras castanhas, cítricos, cacau e café pra aromatizar os meus doces e bolos. No post essências incríveis eu ensino a preparar elas.

Ainda não tinha me aventurado no mundo dos corantes naturais pra usar em coberturas de bolos e biscoitos, em cremes e merengues, mas agora, pensando nos biscoitinhos que queria decorar pras crianças na Páscoa, eu me lembrei de uma matéria sobre como colorir receitas com corantes naturais e resolvi experimentar. Eu já havia tingido tecidos com cascas de cebola, de romã e de jabuticaba, mas nada pra cozinhar.

Na verdade, os corantes naturais pra alimentos são muito simples, apenas frutas ou verduras de cores intensas reduzidos pra concentrar as cores. Como são totalmente puros, eles ficam bem na geladeira por uns 2 dias, depois começam a perder a cor, mas dá pra preparar qualquer um deles numa quantidade maior, congelar em bandejas de gelo e usar um ou mais cubinhos quando quiser.

Eu me diverti com os corantes, testei alguns que ficaram ótimos, outros nem tanto, e pra tingir cremes e glacês branco ou amarelados, fui atrás de cores que chegassem perto de vermelho, laranja, lilás, verde, marrom e, se possível, algo mais azulado,
Em contato com os glacês, cremes e merengues, o vermelho do morango vira rosa, o roxo do mirtilo ou da amora preta se transforma em lilás, o amarelo intenso da manga dá um amarelo mais suave, o laranja da cenoura se transforma num alaranjado delicado, o marrom do café coado forte vira castanho claro, o azulado do repolho roxo dá uma acinzentado com um leve azulado e, o verde da salsinha, do agrião ou do espinafre dão verdes mais ou menos intensos que ficam também mais leves. Achei tudo tão lindo!!!

Vale fazer umas 4 cores diferentes e preparar uma receita de biscoitinhos decorados pra Páscoa, ou pra qualquer outra ocasião. Ou preparar um creme chantilly rosado pra servir com morangos. Só usar a criatividade.

É importante saber que as quantidades dos corantes naturais serão sempre maiores e, assim, podem deixar a receita um pouco menos espessa e necessitando de algum ajuste.
Ah, por último, é importante lembrar que as quantidades dos corantes em relação aos cremes etc são tão pequenas que, mesmo aqueles com sabores mais pronunciados, como os verdes e a beterraba e o repolho, não interferem praticamente nada no sabor das receitas.

Métodos
Para morango, mirtilo, amora preta e manga: Coloque 1 xícara (chá) da fruta escolhida picada numa panelinha, junte 1 colher (chá) de suco de limão e deixe em fogo baixo por uns 5min, apenas até a polpa amolecer. Bata a mistura no liquidificador, passe por uma peneira fina e guarde num pote fechado na geladeira por até 2 dias.

Para cenoura, salsinha, espinafre ou agrião: Bata no liquidificador 1 xícara (chá) da cenoura picada ou das folhas escolhidas com talos médios e bata até conseguir um suco espesso e o mais liso possível, Passe por uma peneira fina e guarde num pote fechado na geladeira por até 2 dias.

Para repolho roxo e beterraba: Coloque 1 xícara (chá) do repolho roxo em tirinhas ou a beterraba com junte 1 colher (chá) de suco de limão e ¼ de xícara (chá) de água numa panelinha e deixe em fogo baixo por uns 5min, até o repolho murchar ou a beterraba começar a soltar tina. Bata a mistura no liquidificador, passe por uma peneira fina e guarde num pote fechado na geladeira por até 2 dias.

Você pode gostar

Deixe uma resposta

O seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *